Política

Indicação de cearense ao STJ reacende debate sobre perda de oportunidade da Bahia em escolha de novo ministro

08/09/2023 às 10h26, Por Dilton e Feito

Compartilhe essa notícia

Desembargador Maurício Kertezman (foto) era o candidato de Jaques Wagner para a vaga no STJ | Foto: Divulgação

A indicação ao Senado, pelo presidente Lula (PT), de um desembargador do Ceará, Teodoro Santos, a uma das duas vagas destinadas a magistrados estaduais no Superior Tribunal de Justiça (STJ), esta semana, recolocou na pauta a discussão sobre a oportunidade que a Bahia perdeu em indicar um quadro do Judiciário baiano para a Corte.

Desembargadores que acompanharam o processo de formação no STJ da lista quádrupla, à qual nenhum dos três baianos que concorreu conseguiu se eleger, observam que a indicação de um cearense provou que havia total disposição para que o presidente nomeasse um nordestino para a Corte, espaço que poderia ser ocupado por um desembargador da Bahia.

O que faltou, dizem, foi articulação entre os concorrentes e a liderança maior da política baiana, Jaques Wagner (PT), líder do governo no Senado. Levou a melhor o Ceará e o ministro da Educação e ex-governador, Camilo Santana, de quem Teodoro Santos é afilhado. O presidente indicou ainda o desembargador Afrânio Vilela, de Minas Gerais, apadrinhado do presidente do Senado, Rodrigo Pacheco (PSD-MG).

Pela Bahia concorreram os desembargadores Maurício Kertezman, candidato de Wagner, Roberto Frank, presidente do TRE (Tribunal Regional Eleitoral), Jatahy Fonseca e Nilson Castelo Branco, presidente do Tribunal de Justiça e único a renunciar à candidatura uma semana antes de forma a evitar a pulverização de candidaturas de baianos ao pleito.

Fonte: Política Livre

Siga o Acorda Cidade no Google Notícias e receba os principais destaques do dia. Participe também dos nossos grupos no WhatsApp e Telegram

Compartilhe essa notícia

Categorias

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mais Notícias

image

Rádio acorda cidade