Acorda Cidade - Dilton Coutinho

27 de Julho de 2021
Facebook Twitter WhatsApp
WhatsApp 75 98297 4004
Rádio Acorda Cidade

Coronavírus (COVID-19) - Feira de Santana

Feira de Santana

Todas as notícias
Publicado em 02/06/2021 15h40.

Proprietários de bares e restaurantes se unem a músicos para protestar contra horário de funcionamento dos estabelecimentos

Para a categoria, o horário mais relevante para o encerramento dos estabelecimentos, seria às 22h30.
Mudar o tamanho da letra: Aumentar letra Diminuir letra
Proprietários de bares e restaurantes se unem a músicos para protestar contra horário de funcionamento dos estabelecimentos
Foto: Divulgação

Gabriel Gonçalves

Com mesas, faixas e instrumentos musicais, músicos e proprietários de bares e restaurantes, se reuniram na manhã desta quarta-feira (2), em frente a Prefeitura Municipal de Feira de Santana, para protestar contra o horário de funcionamento dos estabelecimentos.

Na última segunda-feira (31), em edição extra no Diário Oficial, a prefeitura manteve o horário de funcionamento dos estabelecimentos até às 20h30, além da permissão uma pessoa na apresentação de voz e violão.

Em entrevista ao Acorda Cidade, o proprietário de um restaurante da cidade, Nóide Cerqueira Júnior, o encontro hoje realizado, teve como objetivo mostrar a população que a categoria não é responsável pela disseminação do vírus.

"A gente fez essa pequena mobilização para que possamos mostrar a sociedade que nós não somos causadores da doença. Estamos observando aí outros setores que ao meu ponto de vista possuem um agravante enorme de contaminação. Então solicitamos do prefeito uma flexibilização desse setor que já vem sofrendo há um ano e meio, sem saber se contrata mais pessoas ou demite", disse.

Foto: Ney Silva/Acorda Cidade

Ainda de acordo com Nóide Cerqueira, os músicos estão sendo prejudicados pois não podem realizar a apresentação com toda equipe integrada e por isso, a categoria se uniu na manifestação para também pedir uma flexibilização do prefeito.

"Os músicos são os que mais sofrem e estão sendo prejudicados. Eles estão permitidos a fazerem apresentações, mas limitado a uma única pessoa e as vezes é uma banda com duas, três pessoas e eles ficam restrito por conta disso, acho que deveria flexibilizar mais um pouco também, que eles permaneçam com o distanciamento social no palco e com isso, não causará nenhum tipo de contaminação", destacou.

Para o proprietário, o horário mais relevante para o encerramento dos estabelecimentos, seria às 22h30.

"O decreto estava em 21h30 na semana retrasada e agora já reduziu para 20h30, porém não tem condições de permanecer com este horário. Eu que sou proprietário de restaurante, ainda consigo atender alguns clientes até este horário, mas isso aí é o momento que muitos clientes ainda estão saindo de casa. A nossa reivindicação aqui, é que esse horário seja postergado até pelo menos 22h30, um horário mais sensato para que o setor possa permanecer funcionando", concluiu.

Foto: Divulgação

Com informações do repórter Ney Silva do Acorda Cidade

Comentários

AVISO: os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Acorda Cidade.
É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Acorda Cidade pode até retirar, sem prévia notificação, comentários ofensivos e com xingamentos e que não respeitem os critérios impostos neste aviso.



Mais Notícias

Dia da avó: aposentada usa a tecnologia para driblar distância dos netos durante a pandemia
Feira de Santana

Dia da avó: aposentada usa a tecnologia para driblar distância dos netos durante a pandemia

A saída encontrada por Cacilda foi ser cada vez mais assídua nas redes sociais e no bate-papo do WhatsApp.

Missa, carreata e demonstrações de fé marcam Dia de Senhora Sant'Ana
Feira de Santana

Missa, carreata e demonstrações de fé marcam Dia de Senhora Sant'Ana

Procissão motorizada ocorreu pelo segundo ano consecutivo para evitar grande aglomeração.

Rodeada de netos, vovó conta como enfrentou a pandemia sem abraços
Dia dos avós

Rodeada de netos, vovó conta como enfrentou a pandemia sem abraços

Dona Guiomar destacou que o período da pandemia, sobretudo no início, foi um momento terrível para ela.

Vídeo

Fiéis celebram o dia de Senhora SantAna na Catedral Metropolitana de Feira de Santana Veja mais Vídeos ›

Ouça Agora

Programa desta sexta-feira 23.07:
Mais áudios ›

Facebook

Instagram