Acorda Cidade - Dilton Coutinho

21 de Setembro de 2020
Facebook Twitter WhatsApp
WhatsApp 75 98297 4004
Rádio Acorda Cidade

Coronavírus (COVID-19) - Feira de Santana

Dom Itamar Vian

Todas as notícias
Publicado em 14/09/2020 11h11.

Sinais de alerta

Quais são os sinais de alerta que podem levar ao suicídio?
Mudar o tamanho da letra: Aumentar letra Diminuir letra

Durante o mês de setembro é realizada, no Brasil, a campanha de conscientização sobre a prevenção do suicídio. É chamado “Setembro Amarelo” porque, no trânsito, o sinal amarelo significa alerta ( sinal para manter-se em vigilância) antes de abrir o sinal vermelho. Quais são os sinais de alerta que podem levar ao suicídio?

ENTRE outros, deve se prestar atenção, para os seguintes sinais: Problemas afetivos, brigas na família, solidão, desemprego, depressão, isolamento, estresse, alcoolismo, drogas, um acontecimento que faz a pessoa se sentir “sem saída”, falta de ideais de vida, jogo virtual “Baleia Azul”... Esses sinais nunca devem ser considerados isoladamente.

QUANDO uma pessoa se mata, familiares e amigos se perguntam: Por que ela fez isso? Não pensou em nós? Será que deixamos de fazer alguma coisa que poderia ter evitado o suicídio? Outros afirmam: Estava sofrendo! Foi egoísta! Ou, foi fraca! Há bastante confusão de sentimentos. Muitas famílias sentem-se, parcialmente, responsáveis pelo que aconteceu.

O QUE FAZER? Somente com educação e esclarecimento é possível reduzir os suicídios. Precisamos, primeiro dar informação; depois, com conhecimento, ficarmos mais preparados para nos aproximarmos de uma pessoa que está sofrendo, sabermos ler os sinais, interpretá-los e nos sentirmos um pouco mais capazes e menos temerosos de ajudar. Precisamos falar sobre o assunto. É um tema delicado, por isso, muitas vezes, preferimos colocar “embaixo do tapete”.

O SUICÍDIO é um grave problema que atinge adultos, jovens, inclusive adolescentes e crianças, deixando feridas incuráveis no coração de famílias. Todos devem aprender sempre mais sobre os sintomas que indicam o risco desse mal para, quando necessário, poder intervir e ajudar a salvar vidas, recuperá-las, reconduzindo sempre as pessoas para a convivência familiar e adequada inserção social.

SOMOS administradores e não proprietários da vida que Deus nos deu como um precioso presente. Não podemos dispor dela. É de Deus. Mesmo assim, não se deve desesperar da salvação das pessoas que se mataram. Deus, que é misericordioso, pode, dar-lhes ocasião de um arrependimento até o último segundo. Ele quer a salvação de todas as pessoas.

Dom Itamar Vian
Arcebispo Emérito
[email protected]

Comentários

AVISO: os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Acorda Cidade.
É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Acorda Cidade pode até retirar, sem prévia notificação, comentários ofensivos e com xingamentos e que não respeitem os critérios impostos neste aviso.



Mais Notícias

Artigo

O livro mais lido

A Bíblia é o livro sagrado dos cristãos.

Artigo

A vitória da Cruz

Ser parente ou amigo de um crucificado era motivo de vergonha.

Artigo

Lições da pandemia

Mas, hoje reconheço que suas palavras eram verdadeiras.

Vídeo

Aprovados no concurso da Guarda Municipal realizam novo protesto nesta segunda-feira (21) Veja mais Vídeos ›

Podcast

Empresário diz que pessoas sairão de suas cidades para comprar no Shopping Popular
Veja mais PodCasts ›

Facebook

Instagram