Acorda Cidade - Dilton Coutinho

04 de Junho de 2020
Facebook Twitter WhatsApp
WhatsApp 75 98297 4004
Rádio Acorda Cidade

Coronavírus (COVID-19) - Feira de Santana

Feira de Santana

Todas as notícias
Publicado em 26/03/2020 15h48.

Prefeito envia à Câmara PL que proíbe aumento abusivo de produtos e serviços, além de corte de água e luz

A iniciativa visa proteger o cidadão feirense durante o Plano de Contingência de Combate a Pandemia do Coronavírus em Feira de Santana.
Mudar o tamanho da letra: Aumentar letra Diminuir letra
Prefeito envia à Câmara PL que proíbe aumento abusivo de produtos e serviços, além de corte de água e luz
Foto: Secom

Acorda Cidade

Proibição de reajuste nos preços de produtos e serviços, bem como a interrupção de serviços essenciais como água e luz por falta de pagamento. Essas são as principais medidas que constam no projeto de lei encaminhado pelo prefeito Colbert Martins Filho à Câmara Municipal esta semana. A iniciativa visa proteger o cidadão feirense durante o Plano de Contingência de Combate a Pandemia do Coronavírus em Feira de Santana.

"Não é justo que a população feirense, principalmente aqueles mais vulneráveis no aspecto econômico, como os que vivem do mercado informal, e que devido a orientação de recolhimento domiciliar estão impossibilitados de gerar renda, sejam penalizados com a interrupção de serviços pela falta de pagamento. Por outro lado a população não deve sofrer com aumento abusivo em alguns itens, como alcool gel. Esse projeto de lei visa proteger o cidadão nestes aspectos", declarou o prefeito.

Em relação aos preços de produtos de farmácias e supermercados, o projeto de lei determina que deverão ser considerados preços praticados em 01 de março de 2020, vedando-se o aumento abusivo, que decorre do aumento da demanda em razão da pandemia.

O projeto de lei também veda a interrupção de serviços essenciais (fornecimento de água e tratamento de esgoto; e energia elétrica) por falta de pagamento, pelas concessionárias de serviços públicos, durante todo o período que durar o Estado de Calamidade Pública em razão da pandemia do Coronavírus (Covid-19) no Município de Feira de Santana.

Ainda de acordo com o texto, o débito consolidado durante as medidas restritivas não poderão ensejar a interrupção do serviço, devendo ser cobrado pelas vias próprias, sendo vedada a cobrança de juros e multa.

O descumprimento ensejará a aplicação de multas nos termos do Código de Defesa do Consumidor, pelos órgãos responsáveis pela fiscalização, em especial a Superintendência Municipal de Proteção e Defesa do Consumidor (Procon/FSA), autarquia da Prefeitura de Feira de Santana.

As informações ão da Secretaria Municipal de Comunicação 

Comentários

AVISO: os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Acorda Cidade.
É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Acorda Cidade pode até retirar, sem prévia notificação, comentários ofensivos e com xingamentos e que não respeitem os critérios impostos neste aviso.



Mais Notícias

Licitação internacional para iluminação pública de Feira está marcada para o dia 14 de agosto
Feira de Santana

Licitação internacional para iluminação pública de Feira está marcada para o dia 14 de agosto

A concessão inclui o desenvolvimento, modernização, expansão, eficientização energética, operação e m...

Homem desabafa sobre situação de família com 11 infectados com covid-19
Feira de Santana

Homem desabafa sobre situação de família com 11 infectados com covid-19

Ele relatou ao Acorda Cidade que encontrou muita dificuldade para ter assistência da Secretaria Municipal de ...

Testes rápidos: pesquisa sobre coronavírus será retomada a partir desta quinta-feira (4) em Feira de Santana
Ministério da Saúde

Testes rápidos: pesquisa sobre coronavírus será retomada a partir desta quinta-feira (4) em Feira de Santana

Serão 250 pessoas testadas por meio do teste rápido no município, realizado por pesquisadores do Ibope.

Vídeo

Manifestantes protestam contra o fechamento do comércio em frente a Hospital de Campanha e pedem informações sobre obra Veja mais Vídeos ›

Facebook

Instagram