Acorda Cidade - Dilton Coutinho

13 de Agosto de 2020
Facebook Twitter WhatsApp
WhatsApp 75 98297 4004
Rádio Acorda Cidade

Coronavírus (COVID-19) - Feira de Santana

Dilton e Feito

Todas as notícias
Publicado em 26/09/2019 16h01.

Julgamento de assassinato em 2009 pode pesar para condenação de Geddel

O caso dos irmãos Vieira Lima, acusados de lavagem de dinheiro e associação criminosa, começou a ser julgado nesta terça-feira.
Mudar o tamanho da letra: Aumentar letra Diminuir letra
Julgamento de assassinato em 2009 pode pesar para condenação de Geddel
Foto: Sérgio Lima/Poder360 (Arquivo)

O desdobramento do julgamento de 1 assassinato cometido há 10 anos em Brasília poderá ter impacto sobre a ação penal contra o ex-ministro Geddel Vieira Lima e o ex-deputado federal Lúcio Vieira Lima (MDB-BA), no caso dos R$ 51 milhões encontrados em 1 apartamento, em Salvador, em 2017. O caso dos irmãos Vieira Lima, acusados de lavagem de dinheiro e associação criminosa, começou a ser julgado nesta terça-feira (24) pela 2ª Turma do Supremo Tribunal Federal (STF). A sessão foi suspensa e será retomada em 1º de outubro. Já a arquiteta Adriana Villela, acusada de mandar matar seus pais e a empregada da família, está sendo julgada pela 1ª Turma Criminal do STF desde 2ª feira (23.set). O caso, submetido a júri popular, tem previsão de desfecho nesta 6ª feira (27.set). Conhecido como “crime da 113 Sul”, o triplo homicídio ocorreu em 28 de agosto de 2009. O que une os 2 casos são laudos feitos por papiloscopistas –profissionais das polícias Civil e Federal que trabalham na identificação de impressões digitais, palmas das mãos, plantas dos pés e, em alguns casos, até biometria facial. A principal prova da acusação contra Villela é 1 laudo produzido por papiloscopistas da Polícia Civil do Distrito Federal que mostra que foram encontradas impressões digitais dela no local do crime em uma janela de tempo que inclui o momento do assassinato. Na mesma linha, uma das provas contra Geddel são impressões digitais dele encontradas em 1 envelope de dinheiro por papiloscopistas da Polícia Federal. leia mais no Poder 360.

Comentários

AVISO: os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Acorda Cidade.
É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Acorda Cidade pode até retirar, sem prévia notificação, comentários ofensivos e com xingamentos e que não respeitem os critérios impostos neste aviso.



Mais Notícias

ACM Neto veta obrigação de redução da mensalidade escolar durante crise da Covid-19
Salvador

ACM Neto veta obrigação de redução da mensalidade escolar durante crise da Covid-19

O veto total ao projeto foi enviado pelo gestor à Câmara Municipal, onde o texto foi aprovado no dia 2 de ju...

Bolsonaro passa por avaliação médica em São Paulo
Política

Bolsonaro passa por avaliação médica em São Paulo

Pela manhã, na também capital paulista, Bolsonaro acompanhou a partida da comitiva brasileira em missão hum...

Câmara aprova MP que amplia uso de assinatura eletrônica
Política

Câmara aprova MP que amplia uso de assinatura eletrônica

O texto segue para análise do Senado.

Vídeo

Maternidade Santa Emília Veja mais Vídeos ›

Facebook

Instagram