Acorda Cidade - Dilton Coutinho

  • BAHIA AQUI É TRABALHO JUNHO 2
  • BAHIA AQUI É TRABALHO JUNHO 2
15 de Junho de 2019
Dólar: R$ 3,84 Euro: R$ 4,39
-17º -17º Feira de Santana
Facebook Twitter WhatsApp
WhatsApp 75 98297 4004
Rádio Acorda Cidade

Dilton e Feito

Todas as notícias
Publicado em 17/05/2019 10h41.

Criminalização da homofobia é caminho para reduzir violência contra LGBTI, aponta debate

Participantes da audiência foram unânimes em defender a criminalização da homofobia como um dos caminhos para mudar essas estatísticas e criticaram a postura do governo em relação à comunidade LGBTI.
Mudar o tamanho da letra: Aumentar letra Diminuir letra
Criminalização da homofobia é caminho para reduzir violência contra LGBTI, aponta debate
Foto: Geraldo Magela/Agência Senado

Uma pessoa é assassinada no Brasil a cada 16 horas por sua orientação sexual ou identidade de gênero. Ao menos 8.027 lésbicas, gays, bissexuais, travestis, transexuais e intersexuais (LGBTI) foram mortos em crimes de ódio motivados por homofobia entre 1963 e 2018, de acordo com relatório do Grupo Gay da Bahia (GGB), citados nesta quinta-feira (16) durante audiência pública na Comissão de Direitos Humanos e Legislação Participativa (CDH) para marcar o Dia Internacional de Enfrentamento à LGBTIfobia. Participantes da audiência foram unânimes em defender a criminalização da homofobia como um dos caminhos para mudar essas estatísticas e criticaram a postura do governo em relação à comunidade LGBTI. Os convidados disseram esperar que o Supremo Tribunal Federal (STF) enquadre a discriminação por orientação sexual e identidade de gênero como crime. O julgamento iniciado em 13 de fevereiro deve ser retomado no próximo dia 23. Quatro ministros votaram até agora a favor da proposta feita pelas duas ações que levaram a questão ao Plenário da Corte. Para o advogado Rodrigo Camargo, da Rede Nacional de Advogadas e Advogados Populares, o Congresso foi omisso em relação ao tema. "O movimento LGBTI pleiteia o direito à existência. Onde o Estado não entra, a impunidade e a violência persistem", defendeu Camargo. O STF também pode decidir fixar ou não um prazo para que o Congresso edite uma lei sobre o tema, como pedem as ações. Enquanto parlamentares não se manifestarem, a criminalização da homofobia e da transfobia podem ser enquadradas na Lei dos Crimes de Preconceito e Discriminação Racial (Lei 7.716 de 1989). Na avaliação de Chyntia Barcellos, secretária da Comissão Especial da Diversidade Sexual e Gênero da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), a impunidade reforça a violência. "A cada 16 horas uma pessoa LGBTI é assassinada. É um crime de ódio, equiparado ao racismo. Nada mais insufla mais o criminoso do que a impunidade", disse. Leia mais na Agência Senado

Comentários

AVISO: os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Acorda Cidade.
É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Acorda Cidade pode até retirar, sem prévia notificação, comentários ofensivos e com xingamentos e que não respeitem os critérios impostos neste aviso.



Mais Notícias

Bolsonaro diz que presidente do BNDES está com a 'cabeça a prêmio já tem algum tempo'
Política

Bolsonaro diz que presidente do BNDES está com a 'cabeça a prêmio já tem algum tempo'

Bolsonaro afirma que demitirá Joaquim Levy do cargo caso ele não cumpra a ordem de demitir o diretor de Merc...

Ex-deputado Fernando Torres é pré-candidato a vereador e declara apoio a Colbert Martins
Política

Ex-deputado Fernando Torres é pré-candidato a vereador e declara apoio a Colbert Martins

Ele disse que como vereador fica mais próximo da comunidade.

 Bolsonaro pede que população cobre senadores sobre decreto de armas
Política

Bolsonaro pede que população cobre senadores sobre decreto de armas

Senado deve votar projeto na próxima terça-feira.

Vídeo

Senado Aprova (10 a 14 de junho) — O mais importante que o Senado aprovou nesta semana Veja mais Vídeos ›

Podcast

Contrato de namoro, já ouviu falar?
Veja mais PodCasts ›

Facebook

Instagram