Acorda Cidade - Dilton Coutinho

  • Educa Mais Brasil
  • Educa Mais Brasil
23 de Setembro de 2018
Dólar: R$ 4,09 Euro: R$ 4,78
21º 31º Feira de Santana
Facebook Twitter WhatsApp
WhatsApp 75 98297 4004
Rádio Acorda Cidade

Cultura

Todas as notícias
Publicado em 10/07/2018 15h36.

Cuca vai buscar melhorias para próxima edição do Bando Anunciador

A festa atraiu pessoas de diversos bairros da cidade, de todas as idades.
Mudar o tamanho da letra: Aumentar letra Diminuir letra
Cuca vai buscar melhorias para próxima edição do Bando Anunciador
Foto: Ed Santos/Acorda Cidade

Laiane Cruz

No último domingo (8), uma multidão invadiu as principais ruas do centro de Feira de Santana para participar do desfile do Bando Anunciador. A festa atraiu pessoas de diversos bairros da cidade, de todas as idades, fantasiadas com personagens conhecidos ou simplesmente vestidas com muita criatividade, levando muitas cores e alegria para o evento.

O professor e um dos coordenadores do Bando Anunciador, Vandson Nascimento, avaliou que, apesar de alguns problemas, como a grande quantidade de ambulantes comercializando espetinhos pontiagudos e a falta de sanitários químicos suficientes, a festa foi muito positiva e vem crescendo a cada ano. Segundo ele, os organizadores do evento já pensam no desfile do próximo ano e em melhorias para tornar a alegria dos participantes ainda maior.

“Terminando qualquer evento do Cuca, a gente já pensa no próximo e faz o planejamento. Na verdade, neste bando fizemos várias reuniões com órgãos parceiros nossos. Então tem a prefeitura, SMTT, Polícia Militar, Secretaria de Cultura, Esporte e Lazer, representantes da OAB. Fizemos uma mesa redonda com o tema ‘Para onde vai o bando? Quais são os desafios e perspectivas’. Então nós nos antecipamos, pois é um evento que vem crescendo a cada ano e é difícil de coordenar e é por isso que não fazemos sozinhos, mas nem tudo sai 100% porque é uma festa popular, uma festa de rua”, avaliou.

Sobre as reclamações, Vandson Nascimento acredita que são comuns em uma festa popular em crescimento. De acordo com ele, os problemas deverão ser discutidos com a comunidade e os parceiros.
“Todo ano a gente procura fazer melhor, toda festa exige esse esforço, e vamos ter medidas de melhorias no próximo ano. Por exemplo, precisávamos de mais banheiros químicos, então nesse sentido poderia ser melhorado, tanto da parte do governo do estado quanto municipal. É uma festa que representa a cultura, tem recortes de manifestações populares, de cavalgada, cultura sertaneja, samba de roda, e é isso que a gente quer, que fortaleça mais, que esteja no calendário da cidade, e que as pessoas nos apoiem. Mas teve muito mais gente falando positivamente do que críticas. As críticas são bem vindas, mas a maioria das pessoas saiu muito satisfeita”, afirmou o professor.

O secretário de Cultura, Esporte e Lazer do município, Edson Borges, informou que a parceria da prefeitura no Bando funciona de acordo com a demanda do Cuca. Ele reconheceu que faltaram mais sanitários químicos e deve aumentar o número no próximo ano.

“O bando graças à população de Feira, a Secretaria de Cultura, e o Cuca, vem crescendo bastante, porque ele resgata uma das tradições culturais mais espontâneas que o município tem”, declarou.

Sobre a quantidade de ambulantes no meio do circuito da festa, o secretário avaliou que é uma questão histórica e eles não podem ser excluídos das festas populares.

“Planejar qualquer tipo de festa sem pensar na participação do ambulante é impossível. O ambulante é uma figura integrada a todo e qualquer tipo de festa popular da Bahia e de forma nenhuma deve ser excluído. Se levarmos em consideração toda a grandeza da economia informal, o ambulante existe e existirá ainda por muitos anos. Evidentemente, com o crescimento de uma festa há também o aumento dos ambulantes e uma maior necessidade de fiscalização, sobre o que está sendo vendido, o que é inapropriado, a exemplo dos espetinhos, que são até proibidos, pois podem causar acidentes graves e podem ser usados até como arma. A Secretaria de Desenvolvimento Econômico, que é responsável por essa fiscalização, deve entrar no circuito pra promover essa fiscalização”, informou Edson Borges.

Leia também: Bando Anunciador leva a criatividade das fantasias e a alegria para as ruas de Feira de Santana

Com informações e fotos do repórter Ed Santos do Acorda Cidade. 

Comentários

AVISO: os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Acorda Cidade.
É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Acorda Cidade pode até retirar, sem prévia notificação, comentários ofensivos e com xingamentos e que não respeitem os critérios impostos neste aviso.



Mais Notícias

'Aberto' do Cuca reúne trabalhos de diversos artistas de Feira de Santana
Cultura

'Aberto' do Cuca reúne trabalhos de diversos artistas de Feira de Santana

À noite, encerrando a programação, Cescé Amorim e Paulinho Jequié apresentam o show ‘Cantoria Brasileira...

Margareth Menezes vai participar da Flifs, a Feira do Livro de Feira de Santana
O Violão e a Palavra

Margareth Menezes vai participar da Flifs, a Feira do Livro de Feira de Santana

A atividade será uma conversa na qual o violão se une à poesia para mostrar a força da palavra cantada.

Literatura de Cordel é reconhecida como Patrimônio Cultural do Brasil
Cultura

Literatura de Cordel é reconhecida como Patrimônio Cultural do Brasil

A decisão foi tomada por unanimidade pelo Conselho Consultivo, que se reúne no Forte de Copacabana, no Rio d...

Vídeo

Renovar e seguir: Feira do Livro 2018 Veja mais Vídeos ›

Podcast

Conclusão de obra do Clériston Andrade 2 está prevista para final de 2019, diz secretário
Veja mais PodCasts ›

Facebook

Instagram