Política

Zé Neto minimiza boicote da base na AL-BA

O líder do governo trabalha nos bastidores para que os deputados compareçam mais cedo nas sessões.

24/05/2017 às 11h19, Por Brenda Filho

Compartilhe essa notícia

Na Assembleia Legislativa da Bahia, em suas últimas seis sessões, as discussões permaneceram travadas por causa de artifícios regimentais utilizados pela oposição – que não pretende dar trégua aos governistas. Ontem não foi diferente. Agora, com a crise política, a situação deve se agravar. O grande desafio do governo é colocar quórum suficiente para votar projetos cruciais para o executivo estadual. “Não votamos na semana passada porque o Governo não tinha quórum para votar”, explica o líder da oposição, deputado Leur Lomanto Jr (PMDB), à Tribuna. “O Governo tem a obrigação de colocar quórum suficiente para colocar os projetos que são oriundos do executivo. Oposição é oposição”, completa. Segundo o parlamentar, a pauta a respeito da mudança nas regras das licenças médicas dos servidores públicos do Estado retira direito dos trabalhadores. “No projeto da licença médica para os trabalhadores que o Governo quer implementar, a oposição entende que retira direitos dos trabalhadores. A priori, se não houver alguma mudança, a oposição vai continuar votando contra”, avisa. Já a situação alega que a oposição tem pedido verificação de quórum no pequeno expediente, quando aliados do Governo do Estados ainda não estão presentes na AL-BA. Líder do governo na casa, o deputado estadual Zé Neto (PT) trabalha nos bastidores para que os deputados compareçam mais cedo nas sessões. Ele afirma que não entende a estratégia da verificação de quórum, já que é o momento que eles mais discursam. “Nós nunca chegamos ali 14h30 porque, quando tem dia de votação, a gente chega mais tarde. A bancada de oposição se reveza e a de governo tem que ficar”, explica. “A vida toda quem mais brigou para não derrubar o pequeno expediente eram eles e agora são eles os que mais derrubam?”, alfineta o petista em entrevista à Tribuna da Bahia. Nos bastidores, circula a informação de que alguns parlamentares governistas estariam insatisfeitos com o não pagamento das emendas impositivas. “Tem sempre reclamações que eu sei. Na verdade, estamos trabalhando junto ao Governo para que elas sejam gradativamente cumpridas”, acredita. “Nós estamos vivendo em uma crise econômica dificílima, os deputados realmente reclamam com razão e temos que fazer o meio-campo para ver se a gente consegue gradativamente ir encontrando harmonia”. O Governo precisa correr contra o tempo, porque a Lei de Diretrizes Orçamentárias de 2018 (LDO 2018) também precisa ser colocada em apreciação, mas não será votada enquanto as quatro propostas deixarem de sobrestar a pauta.

Compartilhe essa notícia

Categorias

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mais Notícias

Com mais de 600 apoiadores, Lulinha lança pré-candidatura a vereador em Feira de Santana

Política

Com mais de 600 apoiadores, Lulinha lança pré-candidatura a vereador em Feira de Santana

Entre os presentes, destacaram-se o prefeito Colbert Martins, o ex-prefeito José Ronaldo, o deputado federal Gabriel Nunes e o...

27/05/2024 às 15h31

Expedito Eloy

Feira de Santana

Finanças municipais: números do 1⁰ quadrimestre vão ser apresentados à Câmara nesta quarta (29)

A audiência pública contará com a participação da Secretaria Municipal da Fazenda, responsável por fazer a descrição dos resultados obtidos....

27/05/2024 às 12h57

Edvaldo Lima

Feira de Santana

Servidores do Estado reclamam de revisão salarial parcelada e sem efeito retroativo

O vereador Edvaldo Lima foi procurado por profissionais da enfermagem, que pediram para relatar na Câmara a insatisfação.

27/05/2024 às 12h51

No lançamento da pré-candidatura do PT à prefeitura de Conceição do Coité, Wagner e Éden apostam na vitória de Assis

Política

No lançamento da pré-candidatura do PT à prefeitura de Conceição do Coité, Wagner e Éden apostam na vitória de Assis

Estavam presentes também no evento os secretários de Estado Afonso Florence, Osni Cardoso e Elisângela Araújo, além das deputadas Fátima...

27/05/2024 às 11h38

Ministro do STF

Dilton e Feito

Moraes rejeita recurso de Bolsonaro para que decisão que o tornou inelegível seja analisada pelo STF

Defesa do ex-presidente e seu vice recorreu contra condenação, no TSE, da chapa que disputou a eleição de 2022.

26/05/2024 às 21h06

Presidente da Câmara de Vereadores de SAJ espancado durante assalto recebe alta do hospital

Bahia

Presidente da Câmara de Vereadores de SAJ espancado durante assalto recebe alta do hospital

A Polícia Civil informou que a Delegacia de Repressão a Furtos e Roubos (DRFR) está realizando diligências para identificar e...

26/05/2024 às 08h05

image

Rádio acorda cidade