Política

Vice-prefeito diz que prefeitura e administração do shopping já formularam um acordo

O vice-prefeito denunciou ainda que algumas pessoas foram flagradas por permissionários do shopping realizando cortes de energia em boxes, na tentativa de atribuir esses cortes ao empresário Elias Tergilene.

24/11/2021 16h04, Por Maylla Nunes

image image image image image

Compartilhe essa notícia

image image image image image

PUBLICIDADE

O vice-prefeito de Feira de Santana, Fernando de Fabinho, informou hoje (24), que se reuniu esta semana com o empresário Elias Tergilene, que administra o shopping popular Cidade das Compras, para tentar chegar a um acordo acerca dos problemas apresentados pelos permissionários do entreposto comercial.

De acordo com ele, o resultado da reunião ainda precisa passar pelo prefeito Colbert Martins. “Coletei o material da reunião, que ainda precisa passar pelo crivo da administração, ou seja, pelo prefeito. Temos algumas sugestões de normativa, naquela mesma linha que a gente vem atuando. A prefeitura vai ajudar aquelas pessoas que não têm condições de pagar. Vamos identificar quem não tem condição de pagar e vamos encontrar um período que a prefeitura vai fazer isso. As questões internas entre a prefeitura e administração do shopping, essas também já foram acordadas, falta só documentar”, afirmou.

Ele destacou que a prefeitura vai fazer o trabalho dela, que é colocar ponto de ônibus, SAC da prefeitura, fazer propaganda, já de imediato. “Precisamos movimentar o shopping. E da parte deles é exatamente procurarem ver as lojas âncoras, já que essa parte ficou um pouco comprometida. Mas aquele processo de tirar gente do Box e cortar energia, enquanto não for anunciado o novo acordo entre prefeitura, administração e o pessoal do shopping, ele não vai poder fazer.”

Cortes de energia

O vice-prefeito denunciou ainda que algumas pessoas foram flagradas por permissionários do shopping realizando cortes de energia em boxes, na tentativa de atribuir esses cortes ao empresário Elias Tergilene.

“O pessoal do shopping apresentou para nós umas gravações dos próprios donos de lojas, duas pessoas, que recentemente fizeram vários cortes lá, inclusive de pessoas que estão em dias. Fizeram esses cortes com a intenção de prejudicar a negociação, para que a gente ficasse imaginando que foi o Elias que estava descumprindo com esse acordo e na verdade não foi. As câmeras de shopping tiveram a oportunidade de flagrar esse pessoal.” (Por Laiane Cruz, com informações do repórter Paulo José) 

Compartilhe essa notícia

image image image image image image

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

Mais Notícias

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

image

Rádio acorda cidade