Shopping Popular

Vereadora diz que poder público não cuidou do camelô durante 20 anos e que Tergilene está com um pepino nas mãos

A declaração foi feita na Câmara Municipal, na quinta (06), quando Elias Tergilene, presidente do consórcio que administra o Shopping Popular, esteve no Legislativo para falar sobre o empreendimento.

07/05/2021 às 12h50, Por Andrea Trindade

Compartilhe essa notícia

Acorda Cidade

A vereadora Eremita Mota (PSDB) afirmou que a gestão pública, em Feira de Santana, não deu a merecida atenção ao comércio informal de rua ao longo dos últimos 20 anos. Avaliando a situação complicada dos vendedores ambulantes, Eremita apontou: “a culpa é do poder público que não cuidou do camelô durante 20 anos”.

A declaração foi feita na Câmara Municipal, na quinta (06), quando Elias Tergilene, presidente do consórcio que administra o Shopping Popular, esteve no Legislativo para falar sobre o empreendimento e esclarecer as dúvidas dos edis, principalmente, a respeito do contrato do centro de compras.

Ao dizer que Elias Tergilene estava com um “pepino” em suas mãos, Eremita fez críticas à administração do município afirmando que houve descuido com a “organização da casa”.

“Tergilene, você não é daqui, veio ganhar o seu dinheiro. Você pegou um pepino. Quem tinha o total conhecimento sobre a realidade do centro de abastecimento, dos camelôs, da Marechal [avenida Marechal Deodoro], era o dono da casa. Se você não cuida, dá permissividade para que aquilo cresça a cada momento”.

De acordo com a vereadora, os vendedores ambulantes que atuam na avenida Marechal Deodoro não podem custear o aluguel de R $300,00 do Shopping Popular. “As pessoas que estão na Marechal não têm condições de pagar o preço de um empreendimento daquele [Shopping Popular]”.   

Leia também:
Empresário que administra Shopping Popular fala sobre situação econômica do local e anuncia novos espaços para feira livre

Pontos de ônibus e vans no Shopping Popular podem aumentar o fluxo de clientes no empreendimento
 

Compartilhe essa notícia

Categorias

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mais Notícias

image

Rádio acorda cidade