Política

Vereador volta a chamar atenção contra realização do Carnaval e Micareta em 2022

De acordo com o vereador, a sugestão de realizar a Micareta no segundo semestre de 2022, não pode ser acatada, pois haverá Eleições.

11/11/2021 10h27, Por Gabriel Gonçalves

image image image image image

Compartilhe essa notícia

image image image image image

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

Gabriel Gonçalves

Mesmo sem ter cessado a pandemia da Covid-19, já existem rumores da possível realização do Carnaval em Salvador em 2022, assim como a Micareta de Feira de Santana.

Contrário a estas decisões, o vereador Edvaldo Lima (MDB), utilizou a tribuna livre da Câmara de Vereadores na manhã desta quinta-feira (11), para repudiar que tais festas aconteçam.

Em entrevista ao Acorda Cidade, ele relembrou que em 2020, houve solicitou, para que não houvesse a realização do Carnaval em Salvador, mas mesmo assim o evento ocorreu.

"Em 2020 eu chamei a atenção para que não tivesse o Carnaval e acionei até a Justiça, o Ministério Público para não deixar acontecer, porque eu tive uma visão de Deus. Eu sou um profeta de Deus nesta cidade, e vi uma nuvem sobre uma multidão que brincava entre tantas alegrias e do nada esta nuvem que era branca, começou a se deslocar e ficar escura e ao passar por cima de todas aquelas pessoas que estavam brincando, todos morreram e logo eu levantei e me perguntei, 'meu Deus, o que está acontecendo?' Não me ouviram e fizeram o Carnaval e nisso, as pessoas foram contaminadas e atualmente já temos mais de 600 mil brasileiros mortos, principalmente nossos baianos, porque não me ouviram", afirmou.

Ainda de acordo com o vereador, a sugestão de realizar a Micareta no segundo semestre de 2022, não pode ser acatada, pois haverá Eleições. Segundo ele, isso será motivo para campanhas políticas.

"Estou voltando a alertar, porque já estão querendo a realização do Carnaval e da Micareta de Feira que já está estampada aí em todos os jornais e nas redes sociais. Suspendam a Micareta porque isso só traz prejuízo, e já querem discutir para o mês de setembro, dentro das eleições, e isso é uma campanha política. Se faz campanha batendo de porta em porta e conversando com as pessoas. Eu sou contra a realização da Micareta de Feira, sou contra a realização do Carnaval de Salvador, e como profeta de Deus, estou avisando e alertando a todas as autoridades constituídas, ao governador e o prefeito e a sociedade de modo em geral, não ao Carnaval e não a Micareta", concluiu. 

 Com informações do repórter Paulo José do Acorda Cidade.

Leia também:

Micareta de Feira de Santana pode acontecer no segundo semestre de 2022

Micareta 2022 começa a ser pensada

Vereador Edvaldo Lima pede cancelamento da Micareta de Feira de Santana

Vereador protocola ação no MP pedindo cancelamento do Carnaval de Salvador devido ao coronavírus

Compartilhe essa notícia

image image image image image image

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Captcha

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

Mais Notícias

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

image

Rádio acorda cidade