Termina greve dos bancários, mas Caixa continua fechada

Os bancários da rede privada decidiram aceitar o reajuste de 6% proposto pela Fenaban e votaram pelo fim da greve iniciada há 15 dias.

08/10/2009 20h44, Por Dilton e Feito

image image image image image

Compartilhe essa notícia

image image image image image

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

Em assembléia realizada agora à noite, os bancários da rede privada decidiram aceitar o reajuste de 6% proposto pela Federação Nacional dos Bancos (Fenaban) e votaram pelo fim da greve iniciada há 15 dias. Isso significa que nesta sexta-feira, os bancos de Feira de Santana voltam a funcionar normalmente.

A decisão não abrange a Caixa Econômica Federal e o Banco do Nordeste, que tem reunião agendada para a semana que vem. No Banco do Brasil há divisão de opiniões, pois ainda existem pontos a discutir. A definição acontece às 8 horas de amanhã (9), em assembléia na porta da agência central da instituição.

Além dos 6% em todas as verbas e Participação nos Lucros e Resultados (PLR) maior e que a do ano passado, a proposta dos bancos garante ainda a licença-maternidade de 180 dias para as funcionárias e isonomia de tratamento para casais homoafetivos, que passam a gozar dos mesmos direitos previstos na Convenção Coletiva.

Também ficou acertado que os grevistas não terão os salários. Os dias parados serão compensados com duas horas extras diárias até 15 de dezembro. No Brasil, todos os 26 estados e Distrito Federal aderiram à greve, abrangendo mais de 7 mil agências. São 450 mil bancários no país.

  Madalena de Jesus

Compartilhe essa notícia

image image image image image image

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

Mais Notícias

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

image

Rádio acorda cidade