Suspeito de matar policial volta para cadeia

23/03/2010 às 10h22, Por Dilton e Feito

Compartilhe essa notícia

O assaltante Isaías dos Santos Rodrigues, apontado como mandante do homicídio de um policial civil, há dois anos, em Caetité, teve a prisão preventiva decretada pelo juiz Ronaldo Alves Neves Filho, da comarca daquele município. Ele cumpria pena por roubo em regime semi-aberto e ao saber da expedição do mandado judicial, solicitado pelo delegado titular de Caetité, Wagner Marinho, não retornou mais à cadeia.

Acompanhado de um advogado, Isaías apresentou-se na sede da 22ª Coordenadoria Regional de Polícia (Guanambi), onde está custodiado desde sexta-feira (19). O assassinato do policial Miguel José Almeida aconteceu em 2008, durante uma tentativa de fuga na Delegacia de Caetité, no sudoeste baiano.

De acordo com o delegado Wagner Marinho, um homem identificado pelo apelido de “Peu”, que estava no xadrez da Delegacia de Caetité na época do crime, pediu a Isaías – já beneficiado pelo regime semi-aberto -, que informasse ao seu irmão, Aparecido Cosme Xavier da Silva, o “Coca”, sobre a rotina da unidade policial. Aparecido deveria invadir o local para resgatar o irmão.

Isaías, segundo apurou a polícia, aceitou repassar as informações para o irmão de “Peu”, contanto que o policial civil fosse assassinado durante a fuga. Miguel José Almeida havia participado da investigação que culminou na prisão de Isaías, por envolvimento em roubo de cargas.

“Coca” e mais dois comparsas identificados como “Moacir” ou “Mouzinho” e Juraci Santos Rodrigues invadiram a delegacia em 10 de agosto de 2008. Houve uma troca de tiros entre os bandidos e, mesmo baleado Miguel conseguiu impedir a fuga de “Peu”. Algumas semanas após a invasão, “Mouzinho” foi morto em confronto com a polícia. “Coca” está custodiado na delegacia de Bom Jesus da Lapa por envolvimento em outro homicídio.

Uma equipe da 22ª Coorpin, sob o comando do coordenador regional, delegado Élvio Brandão, com o apoio dos delegados Wagner Marinho (Caetité), Adir Pinheiro Júnior, plantonista da 22ª Coorpin, e Alessandro Sena, do município de Igaporã, busca capturar Juraci Santos Rodrigues, que já teve a prisão preventiva decretada. As informações são da Ascom/PC.
 

Compartilhe essa notícia

Categorias

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mais Notícias

image

Rádio acorda cidade