Bahia

Seminário da Mulher Empreendedora reúne grande público em Feira e Itaberaba

Evento promoveu debate sobre liderança feminina e atualização para os negócios

02/04/2019 08h01, Por Maylla Nunes

image image image image image

Compartilhe essa notícia

image image image image image

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

Acorda Cidade

O empoderamento e união entre as mulheres foram os principais temas na palestra desenvolvida pela coach Mariana Morena, no Seminário da Mulher Empreendedora, realizado pelo Sebrae, na noite da última quarta-feira, 28 de março, em Feira de Santana. Mais de 280 mulheres participaram do evento, que contou com a parceria do Shopping Boulevard e do cinema Orient Cineplace Boulevard. O Seminário também aconteceu na cidade de Itaberaba, na noite anterior, 27 de março, com a participação de mais de 200 mulheres.

Com foco na gestão e no fortalecimento dos negócios, o tema desenvolvido pela palestrante abordou a importância da sororidade, empatia, solidariedade, companheirismo e o relacionamento entre as mulheres para o desenvolvimento do empreendedorismo feminino.

A palestrante destacou quatro características importantes para uma empreendedora ter destaque em seus negócios: ter visão inspiradora, envolver a sua equipe, ser confiável e ser empoderada.

Para Mariana, quem deseja alcançar o sucesso precisa olhar muito além, ter objetivos pessoais e profissionais bem definidos. “É preciso ter visão e foco. Foco é poder. Dados divulgados pelo Sebrae afirmam que das 24 milhões de empreendedoras em todo o país, apenas 1,7 % ocupam cargos em médias empresas e apenas 0,2% em grandes empresas. Quão longe você consegue ir? Não consegue ir além? O grau de autoconfiança é maior entre os homens. É preciso não se colocar uma crença limitante que te impeça de crescer”, explica.

A coach acredita que, para superar os desafios de gerir uma grande equipe, é preciso estar próximo e criar um envolvimento, um verdadeiro time. “É preciso envolver as pessoas que trabalham contigo, ganhar aliados. Somente com eles se cresce uma empresa. Se quer ir rápido, vá sozinha. Mas se quer ir longe, vá acompanhado”, afirma.

Sobre ser confiável, Mariana explica que é preciso passar a mensagem para os seus liderados e ser verdadeira. “Você não acredita na mensagem se não acreditar no mensageiro”, alerta.

Para concluir, a especialista demonstrou, através das suas próprias experiências, que é possível ir além fazendo o básico bem feito, sendo o facilitador da própria equipe.

“Diante dos grandes problemas, é preciso diminuir o medo tirando o foco dele, destacando coisas que estão dando certo no momento, buscando soluções em situações parecidas no passado, para saber o que já se sabe e o que é preciso ser feito. Seja a luz na sua equipe”, conclui.

Para Edith Portugal, empreendedora e digital influencer, o encontro proporcionou uma reflexão sobre a união e a importância do empoderamento feminino.

“Quando propuseram o encontro sobre empreendedorismo feminino, imaginei que pudesse resumir apenas ao nosso papel, mas a coach foi ótima em colocar sobre os objetivos sociais, sobre envolver o seu time e o empoderamento pessoal e do time, isso foi sensacional. Houve uma ótima interação com o grupo participante e pudemos perceber que juntos chegamos muito mais longe. Pensar em si, montar seu time e um ajudar o outro, confiar no outro. Isso é muito bacana”, comenta.

Proprietária de uma franquia em Feira de Santana, Lilia Covas, afirmou que evento proporcionou novos conhecimentos e reflexões sobre a atuação da mulher no mercado.

“Como um todo, a palestra foi muito bacana, agregando bastante ao nosso conhecimento, trazendo conceitos inovadores. Mas também nos fez refletir sobre o nosso comportamento diante dos desafios diários”, avalia.

Inovação 4.0

Ainda durante a programação, a gestão na era da inovação 4.0 também foi debatida durante um talk show mediado pela empresária Lorena Valadares, proprietária da loja de confecções Lorena, em Feira de Santana, que relatou as suas experiências durante todo o processo de crescimento do seu negócio e as atualizações aplicadas.

“Nos últimos três anos, passamos a buscar conhecimento e planejamento para não cair na crise, sem medo de errar. Passamos a agregar o serviço à nossa produção na indústria, oferecendo novas experiências aos nossos clientes. Aumentamos a produtividade fazendo mudanças e modernização no maquinário, instalamos a modelagem digital, mudamos o sistema da empresa integrando à loja e à fábrica, gerando dados específicos, nos proporcionando tomar decisões mais assertivas. Instalamos experiências tecnológicas na loja com lookbook no local e, hoje, o consumidor participa do processo de criação através das redes sociais e a internet ajuda muito”, comenta.

Também participaram do talk show Lucia Fátima, Ellen Monteiro e Marta Souza, técnicas do Sebrae, que falaram sobre como o mundo 4.0 fomenta a inovação em diferentes segmentos de negócios e a importância da atualização para esta realidade, com boas práticas e boas soluções.

Gestora do projeto de Startups da regional, Ellen é categórica ao afirmar que a influência da realidade 4.0 reflete em ganho de produtividade, lucro e resultados, mas é preciso despertar para as mudanças que ela impõe.

“A relação com o cliente mudou. É preciso ter uma capacidade ainda maior em customização, pois o consumo está mais consciente”, conclui.

Compartilhe essa notícia

image image image image image image

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

Mais Notícias

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

image

Rádio acorda cidade