Cultura

Sem votação do Orçamento pela Câmara, secretaria suspende atividades culturais que têm apoio da prefeitura em Feira

O secretário ressaltou também que a pandemia paralisou o setor cultural e esportivo da cidade, porém já existe todo um planejamento para neste ano as atividades possam ser retomadas.

23/01/2022 07h54, Por Rachel Pinto

image image image image image

Compartilhe essa notícia

image image image image image

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

Laiane Cruz

O secretário de Cultura, Esporte e Lazer de Feira de Santana, Jairo Carneiro Filho, justificou na sexta-feira (21) por que o Projeto Arte na Avenida, que iria ser retomado neste domingo (23), teve que ser suspenso temporariamente.

De acordo com ele, o projeto, que é iniciativa da sociedade civil, hoje com mais de 400 expositores, como artesãos, de gastronomia regional, vendedores de antiguidades etc, gera custos para o município com toldos, banheiros químicos, sonorização, pessoal de apoio da prefeitura e por conta do atraso na votação do Orçamento para 2022, pela Câmara de Vereadores, os recursos estão travados.

Foto: Ed Santos/Acorda Cidade (Arquivo)

“É um local onde as famílias se reúnem e aproveitam também para comercializar. Nós retomamos agora no mês de outubro as edições do projeto, em parceria com a sociedade e apoio do poder público municipal, e tínhamos como previsão a retomada para domingo, dia 23 de janeiro. Mas infelizmente, devido às situações que aconteceram nesta semana, referentes a devolução e não aprovação do Orçamento de 2022, a secretaria está engessada de dar esse apoio necessário para realizar esse evento. Com isso tivemos contato com os apoiadores e eles entenderam. Mas o prefeito Colbert Martins e a Procuradoria Geral do Município vem tomando todas as providências para que haja essa retomada. Assim que normalizar a questão do orçamento, vamos buscar normalizar as ações, assim como o Arte na Avenida”, explicou o secretário.

Jairo Carneiro Filho ressaltou também que a pandemia paralisou o setor cultural e esportivo da cidade, porém já existe todo um planejamento para neste ano as atividades possam ser retomadas.

Foto: Ed Santos/Acorda Cidade

“Vivemos ainda a pandemia, com o surgimento da Ômicron, mas Feira de Santana desde o início, com o combate à doença, se tornou um destaque nacional. Vivemos agora esse momento de réveillon, virada de ano, o verão, em que as pessoas afrouxaram o controle e as clínicas públicas e privadas estão superlotadas. Então, temos que dar continuidade aos cuidados para que a retomada aconteça. Com isso, fizemos todo um planejamento, tanto com relação a grandes eventos, como a própria Micareta, o São João, e o Natal Encantado para o ano de 2022, como também no âmbito esportivo, como copas de bairros. Tivemos agora no final do ano a inauguração da Estação Cidadania, na Gabriela, mas agora estamos de braços atados, para montar a academia e colocar para funcionar. Temos também o galpão no bairro da Baraúna que estaremos recebendo dentro de poucos dias”, informou.

Um dos projetos que está em debate com o Conselho Municipal de Cultura é a questão do lago Pedra do Cavalo.

“Um dos pontos, que o prefeito determinou, é a questão do Lago Pedra do Lago, que precisamos fazer com que essa potência que temos aqui em nossa cidade possa fomentar o esporte, a cultura, porque a gente abrange a várias cidades e com isso consegue trazer uma pluralidade cultural em toda a região, como também desenvolver um turismo sustentável, empregos, tributos e trabalhos de empresas paralelas que possam dar sustentação a esse projeto. Então existe uma gama de situações e projetos culturais, junto com a Fundação Cultural, levando a cultura aos bairros e desenvolvendo oficinas. Precisamos sim que depois dessa situação de dois anos possamos ter essa retomada”, frisou.
 

Com informações do repórter Ed Santos do Acorda Cidade. 

Compartilhe essa notícia

image image image image image image

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

Mais Notícias

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

image

Rádio acorda cidade