Feira de Santana

Sem renda, morador do bairro Calumbi faz apelo para que INSS conceda benefício a irmão com deficiência

Segundo Antônio Crispim, o irmão possui deficiência mental, sofre com a epilepsia e há cinco anos ficou sem poder andar, após uma trombose e passar por cirurgia nas pernas.

28/12/2021 17h24, Por Rachel Pinto

image image image image image

Compartilhe essa notícia

image image image image image

PUBLICIDADE

Laiane Cruz

Morador na Rua Tomé de Souza, no bairro Calumbi, em Feira de Santana, Antônio Crispim Gomes Araújo fez um apelo através do Acorda Cidade, para que o Instituto Nacional de Seguridade Social (INSS) aprove o benefício do irmão Josenildo Gomes Araújo, que tem 54 anos e sofre com problemas de saúde.

Foto: Ed Santos/Acorda Cidade

Segundo Antônio Crispim, o irmão possui deficiência mental, sofre com a epilepsia e há cinco anos ficou sem poder andar, após uma trombose e passar por cirurgia nas pernas. Mesmo com todas essas dificuldades, Josenildo não conseguiu a aprovação do INSS para receber o benefício.

“Não fizeram a perícia com ele, que ele tem problemas mentais e não soube dizer nada. Entramos na Justiça e não resolveu nada ainda. Nós estamos passando muita privação”, afirmou.

Antônio Crispim contou que os pais deles já morreram e ele e Josenildo têm mais três irmãos, que também estão desempregados e não têm condições de ajudá-los. Somente ele cuida do irmão e por isso não pode trabalhar.

Foto: Ed Santos/Acorda Cidade

“Eu tomo conta dele e não posso trabalhar. Vivo de esmola, as pessoas da rua me dão alguma coisa, pacote de fralda, por exemplo. Não tenho condições de trabalhar, não posso sair de casa por causa dele. Eu que dou o banho, dou o medicamento dele. Ele nunca teve família. A maior dificuldade é de recursos para poder comprar as coisas dele. A maioria dos irmãos é desempregada, temos mais três irmãos homens, mas eu sou o único que cuido dele. Quando os irmãos dão alguma coisa é uma caixa de mistura pra fazer mingau, que eles também não têm nada, tudo desempregado”, relatou.

Antônio Crispim disse que espera que essa situação se resolva logo.

“Quero que ele consiga o benefício dele pra ele se manter. Estou esperando", encerrou.

O endreço de Antônio Crispim é Rua Tomé de Souza, Calumbi, 927. Próximo ao ponto do Zé da Jaca
 O contato telefônico é: 75 9149-2164.

O Acorda Cidade entrou em contato com o INSS e o órgão informou que está averiguando a situação.

Com informações do repórter Ed Santos do Acorda Cidade.

Compartilhe essa notícia

image image image image image image

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

Mais Notícias

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

image

Rádio acorda cidade