Feira de Santana

Segunda edição da Jornada Auxílio Brasil é realizada em Feira de Santana

O evento tem como objetivo, esclarecer dúvidas sobre o programa.

29/03/2022 12h10, Por Gabriel Gonçalves

image image image image image

Compartilhe essa notícia

image image image image image

PUBLICIDADE

Gabriel Gonçalves

Foi realizada na manhã desta terça-feira (29) no Teatro Municipal Margarida Ribeiro em Feira de Santana, a segunda edição da Jornada Auxílio Brasil. Foram abordados assuntos pertinentes ao programa, tais como: elaboração e a proposta comparada ao Bolsa Família.

O município é o segundo no país a receber a Jornada Auxílio Brasil. O primeiro evento foi realizado na cidade de Parnamirim, estado do Rio Grande do Norte.

Em entrevista ao Acorda Cidade, o secretário de desenvolvimento social, Antônio Carlos Borges Jr., destacou que este encontro é de suma importância para que as dúvidas que ainda existentes desde o momento da aplicação do novo Auxílio Brasil, sejam sanadas.

"Feira de Santana está no radar nacional da assistência social e juntamente com a Secretaria de Desenvolvimento Social, temos hoje a segunda Jornada Auxílio Brasil, onde convidamos a microrregião, secretários de ação social e também todos os coordenadores dos Creas, dos Cras e também aqueles que trabalham na coordenação do CadÚnico. Nós temos hoje em Feira de Santana dentro do novo Auxílio Brasil, um valor muito importante de investimento para o cidadão. Para que se tenha uma ideia, nós assumimos agora a partir de março, mais de 22 milhões de reais que adentraram nestas famílias com este recurso no valor per capita de aproximadamente R$ 400. Então este encontro é para tirar dúvidas junto com os técnicos, orientar como deve ser feito e identificar quais são os gargalos, buscar entender o porquê que algumas pessoas não estão elegíveis, porque outras foram. Então são detalhes que o técnico no dia a dia, absorve no campo, absorve no distrito, no povoado, na cidade. Eles vieram aqui hoje para dirimir qualquer dúvida e se capacitarem para que possam atender melhor os usuários que precisam desse apoio, desse Auxílio Brasil", contou.

Foto: Ney Silva/Acorda Cidade

De acordo com o secretário, cerca de 16 municípios foram convidados para participar deste encontro.

"Nós convidamos 16 municípios, principalmente da região metropolitana aqui de Feira de Santana, são cidades próximas em um raio de até 50km, temos pessoas aqui de Salvador, São Gonçalo dos Campos, Amélia Rodrigues, Coração de Maria, então são várias cidades da região que precisam dessas informações e o Ministério da Cidadania neste momento, colocou Feira de Santana como ponto chave para que possam disseminar informações sobre o Auxílio Brasil. Hoje estamos com aproximadamente 53 mil pessoas, são 53 mil famílias sendo atendidas, então as pessoas antes recebiam apenas R$ 189, hoje esta renda de forma fixa aumentou para R$400, e as famílias estão buscando atualizar os cadastros e para facilitar isso. Criamos o projeto Cras Itinerante, levando o serviço para mais perto da população, seja no povoado, seja no distrito", afirmou.

Ao Acorda Cidade, o secretário especial adjunto do Ministério da Cidadania, Alexandre Reis, contou que Feira de Santana é uma cidade de grande porte, onde é possível abranger outros municípios que fazem parte da região.

Foto: Ney Silva/Acorda Cidade

"Esse é o segundo município que o Ministério da Cidadania realiza este evento, Feira de Santana foi escolhida e com certeza a gente vai praticar a máxima de 'Mais Brasil, Menos Brasília'. A gente entende que Feira de Santana é uma cidade de grande porte, onde consegue abranger municípios circunvizinhos, é um município central", explicou.

Ainda segundo Alexandre Reis, o Auxílio Brasil é um programa que não trata apenas de política de transferência de renda.

"Estamos aqui, e o Ministério da Cidadania está a disposição de qualquer município que ache necessário a presença da gente. A gente trouxe o corpo técnico, trouxe secretários nacionais para apoiar nessa Jornada e dizer que o programa Auxílio Brasil, é um programa que não só trata da política de transferência de renda ao cidadão e que hoje a gente atende mais de 18 milhões de famílias, mas pensa também nas trilhas de emancipação, como forma de proporcionar ao indivíduo, métodos para que ele obtenha ao seu sustento, a oportunidade de emprego ou até mesmo de empreendedorismo", destacou.

De acordo com o secretário Nacional de Renda de Cidadania, Átila Brandão, em torno de R$ 272 milhões são destinados para mais de 50 mil famílias, apenas em Feira de Santana.

Foto: Ney Silva/Acorda Cidade

"O programa anterior do Governo Federal, programa que ficou aí por 18 anos existindo nos deu várias liçõe. Nos deu a capacidade de conseguir transformar algo que já existia e formou-se, uma teia de de proteção social grande no Brasil, mas a gente precisava evoluir esta política. Então dentro deste novo programa, a gente tem a sexta raiz, que tem alguns benefícios básicos, são três pilares e temos outros auxílios acessórios, a exemplo do auxílio de esporte, auxílio bolsa iniciação de iniciativa Júnior, bolsa de auxílio de produção rural, inclusão de produção urbana que compõem aí realmente um vasto sistema de proteção social de auxílios e beneficiários. O programa hoje, é muito grande e se for dar um exemplo, só em Feira de Santana nós tínhamos em torno de 30, 31 mil famílias no programa anterior que era o Bolsa Família e hoje dentro do Auxílio Brasil, temos 57 mil famílias beneficiadas. Isso representa um repasse do Governo Federal para estas famílias aqui de 272 milhões de reais por ano, e essas famílias vão receber, vão consumir no mercado local, vão comprar seu pão, sua farinha, então isso vai fazer com que a economia local traga a sustentação e a máquina continue a girar", explicou.

O prefeito Colbert Martins, também esteve presente no evento e agradeceu as ações realizadas pelo Ministério da Cidadania em Feira de Santana.

Foto: Ney Silva/Acorda Cidade

"Este é um evento do Ministério da Cidadania, eu falei com o ministro João Roma ontem, agradeci pelas ações, ações do esporte, ações de investimento no Hospital Dom Pedro, várias ações que o Ministério tem. Feira de Santana tinha 31 mil pessoas recebendo benefícios e hoje temos 57 mil. Essas pessoas tinham benefícios máximos de R$ 189 e hoje tem de R$ 400, então o que nós temos, foi uma criação de benefícios e neste momento especificamente, neste momento onde as dificuldades econômicas em razão da epidemia são grandes. Portanto, o Ministério está fazendo uma grande ação ampliando isso tudo, e nós aqui, ampliando também a primeira infância. Nós queremos implantar onde era Associação de Proteção à Infância ali na Avenida Maria Quitéria, um grande centro de atenção à primeira infância em Feira de Santana, e essa conversa pode resultar agora em duas coisas, primeiro que tem que comprar uma carreta muito grande para fazer o serviço que é feito em um micro-ônibus, e essa carreta também pode ser utilizada à noite para poder fazer ações de cinema, transmitir em grandes conjuntos residenciais, então seria uma ação de assistência social e o ação cultural simultânea", comentou.

O Auxílio Brasil é o novo programa do Governo Federal de transferência de renda. É destinado a famílias em situação de pobreza e extrema pobreza. O valor do benefício médio é de R$ 409,81

Na região nordeste 8,4 milhões de famílias são atendidas pelo programa. Além de garantir renda básica às famílias, o programa estimula para que alcancem sua autonomia.

O programa é coordenado pelo Ministério da Cidadania e tem a parceria do Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação, da Saúde, da Educação e da Casa Civil.

 

Com informações do repórter Ney Silva do Acorda Cidade

 

Siga o Acorda Cidade no Google Notícias e receba os principais destaques do dia

Compartilhe essa notícia

image image image image image image

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

Mais Notícias

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

image

Rádio acorda cidade