Feira de Santana

Secretário prevê funcionamento do Shopping Popular a partir do dia 10 de agosto

Uma comissão formada por alguns vereadores fez algumas solicitações ao secretário Antônio Carlos Borges Júnior.

05/08/2020 às 17h05, Por Rachel Pinto

Compartilhe essa notícia

Ney Silva e Rachel Pinto

Após receber uma comissão de vereadores na área do Shopping Popular que reclamam de problemas de alagamentos na estrutura do empreendimento, o secretário de Desenvolvimento de Trabalho, Turismo e Desenvolvimento Econômico, Antônio Carlos Borges Júnior prevê que o centro comercial comece a funcionar a partir do próximo dia de 10 de agosto.

A comissão formada pelos vereadores Gilmar Amorim, Josafá Ramos, Edvaldo Lima e Luiz da Feira percorreu a área do Shopping Popular e ouviu as explicações do secretário.

O vereador Luiz da Feira disse que vem recebendo reclamações de comerciantes que se sentem prejudicados com algumas situações. De acordo com ele, a comissão apresentou uma pauta ao secretário Antônio Carlos Borges Júnior, que solicita uma linha de crédito para os ambulantes, a carência de seis meses a um ano para o pagamento das mensalidades dos boxes e ainda a suspensão do despejo para os ambulantes que atrasarem os pagamentos. Luiz da Feira frisou que a pandemia da covid-19 trouxe um cenário de muitas dificuldades para todos, principalmente para os ambulantes que precisam do comércio para sobreviver.

Foto: Ney Silva/Acorda Cidade

“Três meses de carência é muito pouco e cerca 80% dos camelôs está passando uma situação muito difícil. Solicitamos que mesmo havendo o atraso nos pagamentos, não despejem o cliente. O camelô não tem a garantia que o box é dele e isso é complicado. Estamos aguardando que o secretário explique o que pode ser feito”, afirmou.

O vereador salientou que a comissão avaliou ainda que o Shopping Popular está molhando cerca de 30% de sua estrutura com as chuvas que têm caído na cidade e na opinião dele é necessário que seja colocada em frente ao shopping uma estrutura de proteção mais eficiente.

O secretário Antônio Carlos Borges Junior relatou ao Acorda Cidade que recebeu as críticas e as sugestões dos vereadores e também apresentou as possibilidades. Ele salientou que em relação aos vazamentos, a empresa responsável pela obra já está tomando as providências e sobre a carência nos pagamentos das mensalidades dos camelôs, ele sugeriu que os próprios vereadores encaminhem a solicitação para o prefeito Colbert Martins da Silva.

Foto: Ney Silva/Acorda Cidade

“Eles saíram da reunião com o objetivo de se reunirem com o prefeito e ver quais os encaminhamentos que podem ser feitos. A proposta dos vereadores é importante e viável, desde que sentem com o executivo ou através de leis e projetos possam discutir. Depois do dia 10 temos a perspectiva de abrir o Shopping Popular a qualquer momento. O projeto Novo Centro está avançando e vai ter consequências para o comércio no centro da cidade. É bom que os ambulantes venham e comecem a se preparar para a comercialização”, declarou.

O secretário destacou que a prefeitura está disponibilizando uma equipe para ajudar os ambulantes a retirarem suas barracas e materiais do centro da cidade.

Leia também:
Após vídeos de alagamentos, comissão formada por vereadores visita shopping popular

Compartilhe essa notícia

Categorias

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mais Notícias

image

Rádio acorda cidade