Transporte Público

Secretário anuncia que haverá uma nova licitação para o transporte público

O secretário relatou que ainda não há uma previsão para a nova licitação do transporte público e a ideia é trazer uma nova modelagem.

03/01/2022 16h29, Por Rachel Pinto

image image image image image

Compartilhe essa notícia

image image image image image

PUBLICIDADE

Rachel Pinto

O município de Feira de Santana está implementando algumas mudanças no transporte público com o objetivo de captar novos passageiros. O secretário de transportes e trânsito, Saulo Figueiredo disse em entrevista ao Acorda Cidade na manhã desta segunda-feira (3), que uma nova licitação do transporte público integra a lista destas mudanças, porém em um novo formato.

“Nós implementamos algumas medidas na semana do Natal e o resultado tem sido positivo e temos algumas medidas já prontas, aguardando a viabilidade técnica por parte da Procuradoria do Município e da Secretaria da Fazenda. Então nós criamos aí o Expresso Novo Centro, que é uma ferramenta de micro mobilidade no centro da cidade que vai nos possibilitar fazer as mudanças para tirar 1.200 carros que ficam no miolo central da cidade que fazem o intermunicipal, sem prejudicar o comércio, sem prejudicar as pessoas que visitam a cidade. Nós já iniciamos também lá a redução tarifária, tarifa R$2 no entrepico e são medidas que buscam resgatar passageiros para o sistema”, afirmou.

O secretário relatou que ainda não há uma previsão para a nova licitação do transporte público e a ideia é trazer uma nova modelagem. Novas regras, que possam inserir também o transporte através de aplicativos. Sobre o reajuste da tarifa, que normalmente ocorre no início do ano, ele informou que o assunto está sendo discutido, mas não há nenhuma definição.

“Os contratos que temos hoje são contratos antigos e que já não atendem as necessidades das pessoas que já se habituaram com outras formas de se mover. Vamos implantar uma nova modelagem, um novo edital de licitação com um novo desenho de linhas, obedecendo hoje a forma como as pessoas estão se movimentando, de 2014 para cá a cidade sofreu mudanças muito grandes como a construção de grandes conjuntos habitacionais e a reformulação será baseada nas regras da concessão e também no desenho de linhas”, explicou.

Compartilhe essa notícia

image image image image image image

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

Mais Notícias

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

image

Rádio acorda cidade