Feira de Santana

UPA do bairro Mangabeira restringe atendimentos por falta de pagamento aos funcionários

Ao Acorda Cidade, o diretor informou que cerca de 150 profissionais trabalham na unidade.

20/10/2023 às 12h11, Por Gabriel Gonçalves

Compartilhe essa notícia

UPA da Mangabeira
Foto: Paulo José/Acorda Cidade

Os profissionais da Unidade de Pronto Atendimento (UPA) do bairro Mangabeira em Feira de Santana, restringiram os atendimentos na manhã desta sexta-feira (20) por falta de pagamento.

A reportagem do Acorda Cidade esteve na unidade e conversou com Silvanio Coelho, diretor do Sindisaúde.

UPA da Mangabeira
Foto: Paulo José/Acorda Cidade

Segundo ele, a empresa IGI não efetuou o pagamento dos dois últimos meses.

“Estou aqui juntamente com os trabalhadores da UPA da Mangabeira, pois o salário está atrasado, sendo que já procuramos a direção da empresa e não informam nada, não dizem nada, não tem data de previsão para o pagamento, mas aqui existem pais e mães de família. A empresa IGI já está com dois meses de salários atrasados, e gostaria até de saber do prefeito o motivo desta empresa estar atuando em Feira de Santana, se não tem o contrato”, declarou.

UPA da Mangabeira
Foto: Paulo José/Acorda Cidade

Ainda de acordo com Silvanio, os profissionais irão aguardar até o próximo domingo (22) e caso não tenham nenhum retorno por parte da empresa, uma paralisação por tempo indeterminado será deflagrada.

O diretor informou que cerca de 150 profissionais trabalham na UPA.

A Secretaria Municipal de Saúde enviou a seguinte nota.

NOTA

A Unidade de Pronto Atendimento da Mangabeira continua atendendo os casos de urgência e de emergência.

De setembro a outubro, a Prefeitura de Feira de Santana repassou R$ 1.356.827,86 para a empresa IGI, que é responsável pelo pagamento dos funcionários. A Secretaria de Saúde vai notificar a empresa, quanto à urgência do pagamento aos profissionais de saúde.

Reiteramos o compromisso da Prefeitura com a saúde e o bem-estar de nossa população.

Com informações do repórter Paulo José do Acorda Cidade

Siga o Acorda Cidade no Google Notícias e receba os principais destaques do dia. Participe também dos nossos grupos no WhatsApp e Telegram

Compartilhe essa notícia

Categorias

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

  1. É vergonhoso que na 2a maior cidade do estado da Bahia, e que figura entre as cidades com maiores arrecadações (superior a 1 BILHÃO anualmente), ainda tenha que conviver com esse tipo de situação. E pior, que submeta o cidadão a tais constrangimentos e humilhações de privar as pessoas do acesso ao básico dos serviços de saúde pública. Além disso, é notório que essa gestão incompetente demonstra total irresponsabilidade e falta de manejo com essas empresas contratadas para prestação de serviços.

  2. Prefeitim ontem disse que estava tudo resolvido, que só tinha IMAPS com problema. Entendi. Quem trabalha com a prefeitura sabe que a mesma está totalmente insolvente, não paga nada a ninguém, vide até contratos da Micareta sem resolução. Era caso de intervenção ou impeachment

Mais Notícias

image

Rádio acorda cidade