Saúde da Família

Cuidado com a Saúde Mental dos Pais: um ato de amor e necessidade

A saúde mental dos pais desempenha um papel crucial, possibilitando que eles possam ser os melhores cuidadores possíveis para seus filhos.

21/09/2023 às 08h36, Por Acorda Cidade

Compartilhe essa notícia

Foto: Disobeyart/Freepik

No dia 21 de setembro, data que marca o Dia Nacional da Pessoa com Deficiência, é essencial direcionar a atenção não apenas às pessoas com deficiência, mas também aquelas que as rodeiam. Muitas vezes, pais e familiares são surpreendidos com a notícia de que seus filhos têm algum tipo de deficiência, um momento que pode trazer uma série de desafios emocionais.

Segundo a docente do Curso de Psicologia da Estácio, Adriana Viscardi, nesse momento de descoberta, o acompanhamento de um profissional de psicologia pode ser um recurso vital. A psicologia não só auxilia os pais na compreensão da deficiência da criança e dos possíveis impactos emocionais, mas também fornece ferramentas para cuidar da própria criança.

“A psicologia, nesse caso, pode ajudar os pais a cuidar dessa criança, dependendo das características dessa deficiência e dos impactos emocionais que ela pode gerar na criança”, explica Viscardi. Além disso, a saúde mental dos pais também deve ser uma prioridade. “Quem cuida também precisa ser cuidado. Um psicólogo pode atuar com os pais pensando na saúde mental deles. Se eles não estiverem bem cuidados, é muito difícil que eles consigam cuidar de alguém também”, acrescenta.

É crucial reconhecer que os pais são pilares fundamentais na vida da criança com deficiência. “O ideal é que os dois participem da vida da criança, pai e mãe, por exemplo. Então, se há uma relação de casal, inclusive essas questões podem afetar o casal. É preciso procurar ajuda, os dois procurarem ajuda. Talvez, se chegue à conclusão de que um precise mais de acompanhamento do que o outro. Mas, o interessante é que os dois se envolvam na questão”, destaca Viscardi.

Para os pais que argumentam que não têm tempo para si mesmos devido aos cuidados intensos que a criança necessita, Viscardi enfatiza a importância de cuidar da própria saúde mental. “É aquela metáfora de que é preciso cortar um caule e você está com o machado afiado ou não afiado. O que vai funcionar melhor? Então, se você está cuidando de uma criança deficiente, é fundamental que a sua saúde mental esteja em dia”, afirma. O desgaste emocional pode afetar diretamente o bem-estar dos pais e, consequentemente, a qualidade dos cuidados prestados.

No Dia Nacional da Pessoa com Deficiência, a atenção se volta não apenas para as dificuldades que as pessoas com deficiência enfrentam, mas também para a importância de construir uma rede de apoio saudável para as famílias. A saúde mental dos pais desempenha um papel crucial nessa jornada, possibilitando que eles possam ser os melhores cuidadores possíveis para seus filhos.

Siga o Acorda Cidade no Google Notícias e receba os principais destaques do dia. Participe também dos nossos grupos no WhatsApp e Telegram

Compartilhe essa notícia

Categorias

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mais Notícias

image

Rádio acorda cidade