Saúde

Aumento de doenças respiratórias no inverno acende alerta para sintomas gripais e vacinação

Cuidados básicos, incluindo a vacinação, contribuem para reduzir as chances de infecção e agravamento das doenças.

25/06/2024 às 20h54, Por Acorda Cidade

Compartilhe essa notícia

vacinação de crianças contra a dengue
Foto: Secom

Com a chegada do inverno, a incidência de doenças respiratórias aumenta. As temperaturas mais baixas, registradas em grande parte da estação, favorecem a circulação dos vírus causadores de infecções como a gripe e Covid-19. De acordo com Carlita Correia, coordenadora da Vigilância Epidemiológica da Secretaria Municipal de Saúde (SMS), conhecer os sintomas de cada doença pode ajudar a diferenciar um quadro de gripe e de Covid-19.

📲 NOTÍCIAS: siga o canal do Acorda Cidade no WhatsApp

“A gripe se caracteriza por tosse com secreção ou catarro, congestão nasal e menos frequentemente por falta de ar. Já a Covid, os sinais são muito próximos aos de uma gripe forte, porém, pode ocorrer uma dificuldade respiratória maior, além da alteração de paladar e de olfato”, explicou.

A coordenadora reforça que nestes casos, a testagem é a única forma eficaz de diferenciar o quadro viral. “Não é possível fazer a diferenciação entre Covid-19 e influenza apenas pela avaliação clínica porque os sintomas e sinais das duas doenças são inespecíficos. A confirmação de uma ou de outra somente se dá por meio de exames complementares como o teste rápido para Covid, que detecta antígenos do vírus na secreção nasal, assim como métodos de identificação do material genético do vírus pelo exame RT-PCR, que identifica os antígenos na secreção nasal”, ressalta.

Cuidados básicos, incluindo a vacinação contra a gripe e contra a Covid-19, contribuem para reduzir as chances de infecção e agravamento das doenças. Aqueles que estão com a caderneta vacinal desatualizada, devem ir aos postos de saúde para realizar a imunização.

A vacinação ocorre de segunda a sexta-feira nas Unidades de Saúde da Família (USFs) e Unidades Básicas de Saúde (UBSs). Além disso, para atender àqueles que não podem comparecer durante o horário comercial, algumas USFs vinculadas ao programa “Saúde na Hora” estão oferecendo um horário ampliado, das 8h às 20h30, permitindo a vacinação também no período noturno.

As unidades participantes do horário ampliado são Campo Limpo I, V e VI; Liberdade I, II e III; Queimadinha I, II e III; George Américo III e IV e Campo Limpo IV; Parque Ipê I, II e III; Videiras I, II e III; Rua Nova II, III e Barroquinha.

As informações são da Secretaria Municipal de Comunicação (Secom)

Siga o Acorda Cidade no Google Notícias e receba os principais destaques do dia. Participe também dos nossos grupos no WhatsApp e Telegram

Compartilhe essa notícia

Categorias

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mais Notícias

image

Rádio acorda cidade