São João

São João: Secretário de Cultura confirma possibilidade da festa, porém com dificuldade em estrutura

De acordo com ele, as empresas estão com dificuldades no fornecimento dos materiais.

08/06/2022 09h30, Por Gabriel Gonçalves

image image image image image

Compartilhe essa notícia

image image image image image

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

Foto: Ney Silva/Acorda Cidade

Faltando apenas 15 dias para o São João, a Prefeitura Municipal de Feira de Santana, ainda não tem uma definição para realização dos festejos juninos. Na manhã de ontem (7), os vereadores aprovaram a relocação de um recurso no valor de R$ 1,1 milhão da Secretaria de Prevenção à Violência e Promoção dos Direitos Humanos (Seprev), para a Secretaria de Cultura, Esporte e Lazer (Secel).

Em entrevista ao Programa Acorda Cidade na manhã desta quarta-feira (8), o secretário da Secel, Jairo Carneiro Filho, informou que ainda é possível realizar a festa de São João, mas destacou que o evento pode não acontecer com as grandes estruturas, como eram realizadas em anos anteriores.

“Nos últimos dias, eu tenho recebido algumas comunicações expressas de fornecedores, até porque precisamos concluir este processo do retorno de orçamento, mas estamos tendo total cuidado, e sabemos da atenção que o prefeito tem pelos festejos juninos. Porém, estamos com um sinal amarelo, em ritmo de alerta com estes fornecedores, no sentido que grandes estruturas como tínhamos em outras festas aqui na cidade, podemos encontrar dificuldades para ter neste ano. Para que as pessoas tenham ideia, quando se fala em estrutura, estamos falando de palco, de som, iluminação, banheiros químicos e estamos há praticamente 10 dias úteis para o São João, e muitos fornecedores que ficaram aí dois anos sem poder trabalhar, muitos até venderam seus equipamentos. Estamos encontrando essas dificuldades, mas não quer dizer que o evento não poderá ser feito, porém com um porte menor”, explicou.

Ainda de acordo com o secretário, a prefeitura está empenhada em poder realizar o festejo junino.

“Nós podemos garantir que o poder público vai estar até 1.000% empenhado para que se for aprovado hoje a segunda votação dos vereadores, não iremos medir esforços nos contratos. É importante que a gente também esteja em alerta dentro de todas as legalidades das contratações que ocorrerem, questão de fornecimentos com todos os critérios exigidos, pois não podemos colocar em risco a vida da população fazendo contratações com empresas que não possuem os devidos certificados que são exigidos pelo próprio Corpo de Bombeiros. Com relação as licitações, nós temos algumas desde o ano passado e que estão em andamento, só que durante este período de pandemia, tivemos dificuldades, porque o próprio processo legal, exige que a prefeitura tenha orçamentos para formatar uma licitação, então tivemos empresas que não quiseram participar das licitações, e acima de tudo, hoje todo mundo tem ciência disso, que antes da pandemia, o que a gente contratava por um valor X, hoje esse valor é 2X, 3X, até 4X, e com isso, a gente também enfrenta algumas dificuldades no processo licitatório, mas iremos buscar com toda efetividade, que possamos contratar dentro de toda questão legal, trazendo toda segurança para que o evento aconteça”, concluiu.

Siga o Acorda Cidade no Google Notícias e receba os principais destaques do dia. Participe também dos nossos grupos no WhatsApp e Telegram

Compartilhe essa notícia

image image image image image image

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

  1. Claudio disse:

    Deveriam é tomar vergonha na cara e pegar esse dinheiro dessa festa mau planejada e arrumar ruas esburacadas de alguns bairros isso sim.

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

Mais Notícias

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

image

Rádio acorda cidade