Feira de Santana

Projeto ‘CoronaVidas’ doa equipamentos de proteção individual para profissionais que estão combatendo a Covid-19

Quem quiser colaborar com o projeto pode participar através de uma vaquinha eletrônica que está disponível no site www.coronavidas.net e também doar materiais no posto de arrecadação do projeto na UFRB.

09/04/2020 13h20, Por Rachel Pinto

image image image image image

Compartilhe essa notícia

image image image image image

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

Rachel Pinto

Atualizada às 15h

O projeto CoronaVidas que é formado por vários voluntários, entre pesquisadores, engenheiros, alunos, profissionais da área de saúde de diversas instituições como Instituto Federal da Bahia (IFBA), Universidade do Recôncavo da Bahia (UFRB),está trabalhando a todo vapor para doar Equipamentos de Proteção Individual (EPIs) para profissionais que estão trabalhando no combate do coronavírus, Covid-19.

Foto: Ed Santos/Acorda Cidade

Na tarde de ontem (8), voluntários do projeto entregaram para a corporação do Corpo de Bombeiros de Feira de Santana 25 máscaras de proteção facial. Fábio Barreto que é professor do IFBA e membro do Coronavidas disse que a motivação para desenvolver a iniciativa surgiu a partir da motivação de entregar para os profissionais os equipamentos de proteção, principalmente em virtude da ausência deles no mercado.

Foto: Ed Santos/Acorda Cidade

“Temos hoje uma deficiência muito grande desses equipamentos e as indústrias que estão fabricando estão passando por um valor muito alto. O CoronaVidas veio como uma alternativa de gratuidade porque todas as ações são feitas para serem doadas para as instituições públicas e a partir disso, os profissionais de saúde podem estar mais protegidos. Temos algumas linhas de frente, que são: a produção das máscaras faciais; temos diversas pessoas imprimindo essas máscaras em Feira de Santana e também em outras cidades, estamos fazendo um processo de fabricação industrial dessas máscaras e a partir da próxima semana teremos uma produção de 2.200 por dia e temos a linha que está trabalhando com ventiladores mecânicos. Estamos pesquisando sobre isso para desenvolver e produzir”, declarou.

Fábio Barreto contou também que além dos equipamentos entregues ao Corpo de Bombeiros, o grupo Coronavidas já entregou ao Hospital Geral Clériston Andrade (HGCA) 80 máscaras. Irá entregar hoje outras 91 unidades. Serão entregues ainda 80 máscaras faciais para o Hospital Estadual da Criança (HEC) e 80 para o Hospital da Mulher.

Ele explicou que quem quiser colaborar com o projeto pode participar através de uma vaquinha eletrônica que está disponível no site www.coronavidas.net e também doar materiais no posto de arrecadação do projeto na UFRB.

Segundo o professor, só na Bahia já foram entregues cerca de 5.500 máscaras de proteção facial.

Com informações do repórter Ed Santos do Acorda Cidade.

Compartilhe essa notícia

image image image image image image

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Captcha

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

Mais Notícias

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

image

Rádio acorda cidade