Professores sem prestígio

Apenas 25 pessoas, incluindo vereadores, foram à sessão especial do Dia do Professor.

16/10/2009 12h19, Por Dilton e Feito

image image image image image

Compartilhe essa notícia

image image image image image

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

Oito pessoas na galeria, doze no plenário (incluindo quatro vereadores) e cinco na mesa. Total: Vinte e cinco. Este foi o público que prestigiou a sessão especial comemorativa do Dia do Professor, na noite de ontem (15), na Câmara Municipal. A situação só não foi mais constrangedora porque o secretário municipal de Educação, professor José Raimundo Azevêdo, um dos palestrantes, levou seus assessores diretos. A propósito, José Raimundo esteve também representando o prefeito Tarcízio Pimenta.

Palestras interessantes

Além de José Raimundo Azevêdo, proferiram palestra sobre o Dia do Professor o gerente da Direc 2, Eutímio Almeida, e a professora Ludimila Oliveira Olanda Cavalcante, vice-diretora do Departamento de Educação da Universidade Estadual de Feira de Santana (Uefs), que representou o reitor José Carlos Barreto. Todos fizeram explanações interessantes. Uma pena que poucas pessoas estavam lá para ouvir.

Vereadores presentes

Na conta dos presentes à sessão do Dia do Professor vale destacar os vereadores Marialvo Barreto, que também é professor, Gerusa Sampaio, autora da proposta para realização do evento, Frei Cal e Roberto Tourinho. Mais o presidente da Câmara Municipal, vereador Antônio Carlos Passos Ataíde, que presidiu a sessão.

Assessor agoniado

Foto: Divulgação

Quando um ouvinte ligou para o programa Acorda Cidade, na manhã de hoje (16), para falar sobre o pagamento da licença pecúnia aos servidores municipais, o advogado Milton Brito, que é chefe de gabinete do prefeito Tarcízio Pimenta, não perdeu tempo e também ligou para o programa. Só que na agonia de defender o governo ele se atrapalhou todo. Na verdade, nem sabia direito o que estava sendo discutido. Foi tanto que o próprio prefeito ligou e explicou tudo.

Indicação ainda repercute

Foto: Divulgação

Continua repercutindo a indicação de Misael Freitas Santana para a Secretaria Municipal de Prevenção à Violência e Promoção dos Direitos Humanos. Um passarinho politizado disse que o ex-prefeito José Ronaldo tentou cooptar o inspetor para o seu governo e não conseguiu. Mas questionado (segundo o passarinho pelo radialista Carlos Geilson), o ex-prefeito disse apenas esperar que dê certo. Ficou no ar a impressão de que Ronaldo não participou da definição do nome do novo secretário.

Mais nomeações

E por falar na Secretaria Municipal de Prevenção à Violência e Promoção dos Direitos Humanos, a nova pasta vai aumentar o quadro de funcionários da prefeitura. Deverão ser nomeadas 20 pessoas.

Frase do dia

"Educar é um exercício de imortalidade". (Rubem Alves, citado pelo secretário municipal de Educação, José Raimundo Azevedo, em sessão especial da Câmara, alusiva ao Dia do Professor.)

Meu espaço

“Se a cidade de Feira de Santana é de toda alegria e de tanta beleza, essa parte dela não tem nada disso, pois é um esgoto a céu aberto e o cheiro é de dar dor de cabeça, sendo que as pessoas que trabalham e passam por aí ficam totalmente prejudicadas e também não menos importante é o desrespeito de certos motoristas que fazem questão de passar em cima dessa água podre e esguichá-la nos transeuntes”. O desabafo é da internauta Mariana, que ilustra a mensagem com foto. O local é a praça Bernardino Bahia. 

Compartilhe essa notícia

image image image image image image

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

Mais Notícias

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

image

Rádio acorda cidade