Feira de Santana

Prefeitura decreta situação de emergência em virtude das fortes chuvas

O decreto foi publicado no Diário Oficial do Município.

25/12/2021 11h50, Por Rachel Pinto

image image image image image

Compartilhe essa notícia

image image image image image

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

Acorda Cidade

A Prefeitura de Feira de Santana decretou hoje (25) situação de emergência no município, especialmente nas áreas afetadas pelas fortes chuvas, que têm caído desde o dia 23. Ainda foi criado um Comitê de Crise, para dar agilidade nas possíveis demandas ocasionadas por esta situação. A informação consta em edição extra do Diário Oficial Eletrônico.

O prefeito Colbert Martins Filho informou que a medida é uma prevenção. "O objetivo é evitar que a população tenha prejuízo e minimizar o impacto da chuva na cidade", disse. Ainda de acordo com o prefeito, serão feitas reuniões diariamente com todos os órgãos envolvidos para dar "resposta rápida aos desastres, desencadeando ações", destacou.

Entre a noite de sexta-feira (24) e hoje (25), houve o registro de ocorrências como alagamentos. Mas, de acordo com a Defesa Civil, não há vítimas e nenhuma pessoa se encontra desabrigada até o momento. Segundo a coordenadora do órgão, Ana Karolina Rebouças, já choveu cerca de 40 a 50 milímetros no município – acima de 25 é necessário ficar em alerta.

"Estamos de plantão enquanto durar a chuva. A população pode acionar pelo número 156 ou aplicativo Fala Feira 156", orientou a coordenadora.

Independente do registro de ocorrências, prepostos estarão monitorando os bairros e zona rural, principalmente as regiões que registram problemas com frequência. Técnicos da Superintendência de Operações e Manutenções (SOMA) fizeram vistorias na zona rural do município e identificaram que em alguns pontos a mobilidade foi comprometida, principalmente nos distritos de Bonfim de Feira e Jaguara.

"Nas barragens de Jaguara e Mendonça há um volume de água superior à condição normal, restringindo muito a mobilidade dessas comunidades e limitando as condições de acesso. Com a permanência da chuva, a gente não tem conseguido fazer o serviço de cascalhamento e patrolamento, mas logo que o tempo permita, vamos começar a trabalhar nessas áreas", afirma João Vianey, superintendente de Operações e Manutenção.

A Secretaria de Desenvolvimento Social (Sedeso) vai realizar a distribuição de cestas básicas para as famílias afetadas pela chuva, direcionadas pela Defesa Civil, e já possui abrigos à disposição.

Em casos de alagamentos e outros desastres, a população pode solicitar ajuda através dos números 193 (Corpo de Bombeiros), 156 (Defesa Civil) e 192 do Serviço Móvel de Atendimento de Urgência (SAMU).

Veja o decreto na íntegra.

 

As informações são da Secom de Feira de Santana.
 

Compartilhe essa notícia

image image image image image image

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

Mais Notícias

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

image

Rádio acorda cidade