Política

Presidente da Câmara diz que não se deve tirar recursos da Guarda Municipal para organizar o São João

Fernando Torres explica que deve ser retirar dinheiro de onde está sobrando, para realização de festas, não da Guarda.

19/05/2022 16h33, Por Laiane Cruz

image image image image image

Compartilhe essa notícia

image image image image image

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

Foto: Paulo José/Acorda Cidade

O vereador Fernando Torres, que é presidente da Câmara Municipal de Feira de Santana, criticou na manhã desta quinta-feira (19), durante debate com os vereadores, a proposta do poder executivo de retirar recursos no valor de R$ 1 milhão da Guarda Municipal para investir no São João, no distrito de Maria Quitéria (São José).

O pedido de suplementação de verba visa destinar o montante para que a Secretaria de Cultura, Esporte e Lazer (Secel) possa organizar os festejos no distrito, diante da pressão exercida pelos moradores e comerciantes do local sobre o governo municipal.

“Recebemos essa suplementação de orçamento de um local para outro, mas pelo que eu vi, inicialmente, tirar dinheiro da Guarda Municipal para colocar no São João, acho que não é por aí. Feira de Santana é uma cidade violenta e precisa de mais investimento em segurança pública e em vez de diminuir tem que aumentar”, afirmou Fernando Torres.

O parlamento, no entanto, disse que o pedido pode ser analisado, desde que se identifique outra fonte para a suplementação do recurso.

“Podemos tirar de outro lugar que está sobrando e colocar no lugar que está faltando, isso se chama suplementar. Podemos fazer isso com a maior tranquilidade e semana que vem vamos colocar em pauta esse projeto e vamos fazer uma suplementação rápido. Agora, não tirar da segurança pública, que em Feira é um caos e o próprio prefeito critica o governo do estado por a segurança em Feira ser péssima. O governo do estado tem culpa, mas a Câmara precisa ajudar também. Vamos analisar, mas vamos ver de onde iremos tirar o dinheiro. Vamos consultar os vereadores para ver qual o caminho que vamos seguir”, argumentou.

De acordo com o prefeito Colbert Martins, a Secretaria de Cultura, Esporte e Lazer sofreu um corte de R$ 2 milhões no Orçamento Municipal, ficando somente R$ 9 milhões. E na avaliação dele, se tiver que optar por organizar uma grande festa na cidade, esta será a Micareta de Feira, que pode acontecer no mês de setembro deste ano.

Também em entrevista ao Acorda Cidade, o secretário Carlos Brito, de Planejamento, afirmou que o pedido é para que se devolva à Secel parte do que foi retirado.

“Na realidade o que fizemos foi retornar o valor de R$ 1,1 milhão, que tinha sido suplementado na Câmara, tinha sido emendado, e simplesmente devolvemos o dinheiro que foi tirado da Cultura. No Orçamento original pedimos que esse retornasse à Cultura para que pudéssemos executar os festejos juninos. Essa foi a posição dessa emenda”, comunicou.

De acordo com uma comissão formada por moradores do distrito que estiveram hoje pela manhã na Câmara, o prefeito Colbert Martins deveria utilizar uma parte dos R$ 9 milhões disponíveis na Secel para realizar o São João de São José, e quando for aprovada a suplementação, o município pode colocar a verba no lugar para ajudar a organizar a Micareta de Feira.

Com informações do repórter Paulo José do Acorda Cidade

Leia também: Moradores de Maria Quitéria pedem apoio na Câmara para realização do São João nos distritos

Siga o Acorda Cidade no Google Notícias e receba os principais destaques do dia. Participe também dos nossos grupos no WhatsApp e Telegram

Compartilhe essa notícia

image image image image image image

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

  1. Edilson da Silva Bastos disse:

    O prefeito não que mexer nos nove milhões porque ele tem uma promessa de campanha e 2020 qua o deputado federal e cantor Igor Kanário veio aqui iludir o povo que mora na cidade visando vim tocar aqui na micareta enquanto Colbert for prefeito

  2. Rafael disse:

    Junta presidente da Câmara com os vereadores faz eles tudo juntos de papel higiênico e bota o prefeito igual uma bosta não presta nenhum tudo preguiçoso única coisa que o prefeito saber desemprega pai de família com os vereadores

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

Mais Notícias

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

image

Rádio acorda cidade