Feira de Santana

Prefeito ameaça suspender pagamento dos servidores após reajuste salarial

Caso este aumento seja concretizado para mais de 11%, o valor será estimado em R$ 110 milhões.

26/08/2022 às 09h51, Por Gabriel Gonçalves

Compartilhe essa notícia

Foto: Ed Santos/Acorda Cidade

A Câmara Municipal de Vereadores de Feira de Santana derrubou ontem (25) o veto do prefeito Colbert Martins, que dispõe sobre a revisão anual do reajuste dos vencimentos dos servidores públicos municipais de Feira de Santana, o qual altera o percentual de 5% para 11,73%.

Diante desta nova decisão, o prefeito informou ao Programa Acorda Cidade, na manhã desta sexta-feira (26), que esta mudança pode impactar na economia do município, principalmente com o pagamento dos servidores.

“Nós publicamos uma Lei colocando 5% da quantidade de recursos que nós temos, do que é preciso ser feito, o que não chega a comprometer os 51% que eu posso chegar para não ter minhas contas rejeitadas. A Câmara resolveu modificar, aumenta de 5 para 11,73%, cada percentual desse são 6 milhões de reais. A Câmara não fez nenhum estudo de impacto econômico, simplesmente colocou 11,73% de aumento, o resultado é que a emenda que foi colocada para 11, eu veto, enquanto eu estou com o veto, a lei permanece de 5%. Ontem a Câmara derrubou este veto e eu não tenho como legalmente fazer este pagamento, portanto o que podemos fazer é suspender a folha, retirar o retroativo de maio, junho, julho e agosto, verificar legalmente para resolver esta situação que impacta em mais de sei mil funcionários da prefeitura”, disse.

De acordo com o prefeito, os 5% representam cerca de R$ 30 milhões, caso este aumento seja concretizado para mais de 11%, o valor será estimado em R$ 110 milhões.

“5% significam 30 milhões de reais de aumento, e se for 11, vão ser R$ 110 milhões, e a prefeitura não tem condições. A Câmara não mediu este impacto para fazer este aumento. Tenho que cortar na manutenção, na educação, no lixo, eu tenho que cortar de algum lugar e a Câmara não tem poder para designar este aumento de despesa, isso é inconstitucional, e eu estou impedido de pagar os 5% por 11 vereadores. Então se não tiver Lei, não tenho condições de determinar este pagamento. Estou buscando alternativas, este é um assunto que deve ser discutido entre o chefe do executivo e o chefe do legislativo”, concluiu.

Siga o Acorda Cidade no Google Notícias e receba os principais destaques do dia. Participe também dos nossos grupos no WhatsApp e Telegram

Compartilhe essa notícia

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

  1. Estranha essa matemática. 5% são 30 milhões, 11% viram 110 milhões? Feira de Santana é sempre assim, diz que não tem dinheiro para melhorar o salário do servidor mas tem dinheiro pra contratar cooperativas, tem dinheiro pra contratar consultoria do secretário de saúde, tem dinheiro pra contratar o Banco do Brasil, tem dinheiro pra fazer obras e não acabar, e jogar esse recurso na mão dos donos de empresas de engenharia. Plano de cargos e salários engavetado há mais de 10 anos, valorização do servidor sempre sendo cortada dos orçamentos municipais, direitos do servidor sempre sendo diminuídos… a precarização do serviço público é um projeto de governo!

  2. Essa é a câmara de vereadores de Feira, fisiologista e oportunista, que jogou para os funcionários públicos um reajuste salarial sem mostrar de onde sairia os recursos. Haja demagogia!

    1. A culpa e de quem a anos não da aumento ao servidor alegando falta de Verba..Quem não tem dinheiro meu amigo são os funcionarios Ok..

    2. É meu nobre este comentário é superficial. Os governos debateram, buscaram paternidade e concederam o auxilio emergencial pra amenizar a crise que assola o país, enquanto os servidores de Feira de Santana tiveram seus salários reduzidos. Ok?

Mais Notícias

pablo roberto e josé ronaldo (2)

Eleições 2024

Pablo Roberto é confirmado como pré-candidato a vice na chapa de José Ronaldo

O pré-candidato destacou que a escolha do nome de Pablo se deu devido a competência dele e por ele já...

19/07/2024 às 11h39

Colbert Martins

Política

"Não há desistência, há soma", diz prefeito de Feira de Santana após retirada de pré-candidatura de Pablo Roberto

Sobre seu próprio futuro político, Colbert relatou que, ao fim do seu mandato, planeja retornar à universidade, onde é professor....

18/07/2024 às 13h09

"Vamos continuar conversando", afirma José Ronaldo após desistência de Pablo Roberto

Feira de Santana

"Vamos continuar conversando", afirma José Ronaldo após desistência de Pablo Roberto

O ex-prefeito da cidade de Feira de Santana participou na manhã desta quinta-feira, de uma missa, para celebrar a data...

18/07/2024 às 08h39

pabloroberto_pj_acordacidade

Feira de Santana

Pablo confirma retirada de pré-candidatura a prefeito de Feira de Santana e fala sobre polarização política

Em seu pronunciamento, o deputado estadual Pablo Roberto destacou os motivos que o levaram a tomar essa decisão.

17/07/2024 às 22h50

Presidente do PSDB-BA suspende convenção que lançaria Pablo Roberto pré-candidato em Feira de Santana

Política

Presidente do PSDB-BA suspende convenção que lançaria Pablo Roberto pré-candidato em Feira de Santana

O presidente do PSDB estadual expõe que a convenção não poderá ocorrer devido a “compromissos já previamente agendados”.

17/07/2024 às 16h34

reabertura câmara_paulo josé_acorda cidade

Feira de Santana

Câmara Municipal: vereador diz que vai pedir ao MP cancelamento das sessões realizadas

Em resposta, a presidente da Casa, vereadora Eremita Mota, disse que o vereador não respeitou o momento de reabertura do...

17/07/2024 às 12h46

image

Rádio acorda cidade