Polícia

PM reforça policiamento do centro de Feira de Santana e dá dicas para compras mais seguras neste fim de ano

Policiamento é reforçado nas principais ruas e avenidas do centro da cidade.

13/12/2022 às 17h00, Por Laiane Cruz

Compartilhe essa notícia

Operação Comércio Mais Seguro no centro comercial de Feira de Santana (Foto: Divulgação/ 64º CIPM)
Foto: Divulgação/64ª CIPM

A 64ª Companhia Independente de Polícia Militar (CIPM) deu início nesta segunda-feira (12) à Operação Comércio Mais Seguro, em Feira de Santana. O objetivo é dar mais segurança aos consumidores do município e que vêm de outras cidades ao centro comercial da cidade para realizar suas compras neste período de final de ano.

De acordo com a Comandante da 64ª CIPM, Major Lilian, o reforço é feito por equipes de policiais a pé e em motocicletas, através do Esquadrão Asa Branca.

Operação Comércio Mais Seguro no centro comercial de Feira de Santana (Foto: Ed Santos/ Acorda Cidade)
Foto: Ed Santos/Acorda Cidade

“Nós concentramos nosso efetivo a pé nas vias mais centrais, que concentram o maior fluxo de pessoas, como a Sales Barbosa, Senhor dos Passos, Marechal Deodoro, Conselheiro Franco, que são vias que requerem mais atenção, mas com o policiamento motorizado nós atendemos todo o centro comercial de Feira de Santana”, afirmou a comandante da 64ª CIPM.

Ela alertou que durante as festas de fim de ano (Natal e Réveillon), historicamente, Feira de Santana recebe uma grande quantidade de pessoas que vêm à cidade para cometer pequenos furtos.

“É um período festivo, que atrai muita gente ao centro comercial, e com pessoas mal intencionadas, que fazem dos delitos o seu ‘ganha pão’, digamos assim, e vão para o centro cometer furtos. Agora, nós tivemos um dado interessante que no ano passado tivemos uma redução desses crimes contra o patrimônio, como furtos e roubos, mas em compensação dentro dos estabelecimentos aumentou esse índice, e quando a gente aumenta esse efetivo de rua, o policiamento ostensivo na área, essas pessoas procuram oportunidade de cometer esses delitos dentro dos estabelecimentos comerciais”, revelou.

Conforme Major Lilian, houve uma reunião com alguns empresários, onde foi solicitado o estreitamento das informações para que a companhia possa realizar intervenções e o acompanhamento dos casos.

Operação Comércio Mais Seguro no centro comercial de Feira de Santana (Foto: Divulgação/ 64º CIPM)
Foto: Divulgação/64ª CIPM

“Estamos com uma equipe de inteligência, com policiais à paisana, para estar observando esses locais de maior incidência e também dando todo o apoio aos policiais que necessitam, e assim possamos fazer ações mais assertivas neste sentido”, informou.

Dicas de segurança

A major da 64ª CIPM deu também orientações de segurança para que os consumidores possam realizar suas compras com mais segurança dentro dos estabelecimentos.

“Pedimos às pessoas que tenham mais atenção, e aproveitamos também para dar mais dicas de segurança, porque no momento em que uma pessoa entra em um estabelecimento comercial está se sentindo segura, não tem toda aquela atenção, está com uma bolsa do lado, chega dentro da loja e relaxa, vai escolher uma mercadoria, conversa com um com outro, larga a bolsa aberta, esquece a mercadoria em algum lugar, e as pessoas que estão ali para cometer esses pequenos delitos vai lá e furta esses objetos. Então pedimos ás pessoas que tenham atenção também dentro dos estabelecimentos comerciais”, enfatizou a policial militar.

Com a disseminação das formas de pagamento por meio do cartão de crédito e o PIX, o dinheiro vivo passou a circular menos no comércio, mudando também o foco dos criminosos.

“Hoje a gente não tem mais aquela busca por dinheiro, porque hoje a gente já não tem mais tanto dinheiro vivo circulando. Hoje o objeto de desejo são as compras e o celular, principalmente, porque é fácil de pegar, descartar e passar para outro, e existem pessoas que estão ali para fazer uso daquele objeto. Então atentamos para que as pessoas tenham cuidado com seu celular, seus objetos, evitem colocar o celular no bolso traseiro, pois muitas pessoas andam sem bolsa e acham que não vão chamar a atenção no bolso da calça, na parte de trás do short. Então não vamos deixar à mostra, colocar sempre em uma bolsa segura, ao lado do corpo de forma segura para a gente evitar esse tipo de situação”, reiterou.

Operação Comércio Mais Seguro no centro comercial de Feira de Santana (Foto: Divulgação/ 64º CIPM)
Foto: Divulgação/64ª CIPM

Com menos pessoas indo aos bancos para sacar dinheiro, também diminuiu a prática das saidinhas bancárias. Por outro lado, há outras formas de fraude, com as quais as pessoas precisam ter cuidado.

“Hoje não temos mais esse tipo de situação, justamente porque as pessoas não vão mais tanto sacar dinheiro, é raro, são mais as pessoas de idade e são poucas que vão ao banco sacar grandes quantidades ou até pequenas quantidades. Hoje os consumidores passam no PIX, no cartão de crédito, no cartão de débito, então com isso a gente diminui sobremaneira a questão das saidinhas bancárias, em compensação temos outros crimes digitais que estão por aí a todo momento querendo nos laçar”, salientou.

Principais cuidados a serem tomados no centro da cidade:

  • Ter atenção com seus pertences, como bolsas, mercadorias;
  • Evitar fazer uso do celular em locais com maior probabilidade de roubos ou furtos;
  • Estacionar seu veículo em um local seguro, de preferência em estacionamentos com segurança, evitar colocar em ruas afastadas do centro, para evitar ser abordado por criminosos.

Registros de Ocorrências

O número para registro de ocorrências da Polícia Militar é o 190, e também está disponível a delegacia digital, além do número de celular da 64ª CIPM (75) 9 9222-7222.

“Neste número recepcionamos denúncias, informações, passamos denúncias, se for necessário, e com isso a gente procura estreitar o nosso diálogo com a população. É importante o registro, caso ocorra, porque com ele poderemos mensurar, quantificar o que está acontecendo, como e em qual local, para que possamos fazer o direcionamento do nosso efetivo policial militar”, orientou.

Com informações do repórter Ed Santos do Acorda Cidade

Siga o Acorda Cidade no Google Notícias e receba os principais destaques do dia. Participe também dos nossos grupos no WhatsApp e Telegram

Compartilhe essa notícia

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

  1. Antigamente os delegados recolhiam no xadrez os meliantes na época de Natal para evitar os furtos. Hoje se for fazer isso não vai ter espaço das cadeias. É muito ladrão na cidade !
    Kkkk

  2. o único reforço da polícia que existe é aumentando as blitz de lei seca e documentos contra nós cidadãos de bem. Isso ai no centro da cidade não da em nada.

Mais Notícias

image

Rádio acorda cidade