Polícia

PF faz buscas na Bahia e outros estados contra suspeitos de envolvimento nos atos em Brasília

Ao todo, são 46 mandados de busca e apreensão e 32 mandados de prisão. Os nomes dos alvos não foram divulgados.

17/03/2023 às 08h18, Por Acorda Cidade

Compartilhe essa notícia

Foto: Paulo José/Acorda Cidade

Setenta e oito mandados em nove estados e no Distrito Federal estão sendo cumpridos nesta sexta-feira (17), pela Polícia Federal, contra suspeitos de envolvimento nos atos do dia 8 de janeiro, quando as sedes dos Três Poderes foram alvos de vandalismo e depredação em Brasília.

Ao todo, são 46 mandados de busca e apreensão e 32 mandados de prisão. Os nomes dos alvos não foram divulgados.

De acordo com informações da PF, os mandados têm a seguinte distribuição:

Bahia: 2 mandados de busca e apreensão e 2 mandados de prisão (mesmos alvos). Um deles em Feira de Santana (mais informações aqui).

Distrito Federal: 2 mandados de busca e apreensão;

Espírito Santo: 1 mandado de busca e apreensão e 1 mandado de prisão (mesmo alvo);

Goiás: 2 mandados de busca e apreensão e 2 mandados de prisão (mesmos alvos);

Maranhão: 1 mandado de busca e apreensão e 1 mandado de prisão (mesmo alvo);

Minas Gerais: 9 mandados de busca e apreensão e 8 mandados de prisão (mesmos alvos, sendo que um será alvo apenas de buscas);

Paraná: 2 mandados de busca e apreensão e 2 mandados de prisão (mesmos alvos);

Rondônia: 11 mandados de busca e apreensão;

Rio Grande do Sul: 3 mandados de busca e apreensão e 3 mandados de prisão (mesmos alvos);

São Paulo: 13 mandados de busca e apreensão e 13 mandados de prisão (mesmos alvos).

294 seguem presos
Nesta quinta (16), o Supremo Tribunal Federal informou que concluiu a análise das prisões de todos os suspeitos detidos nos dias seguintes aos atos de terrorismo na Esplanada dos Ministérios – seja em flagrante, seja nas fases anteriores da operação Lesa Pátria.

Relator do caso, o ministro Alexandre de Moraes rejeitou os pedidos de liberdade de 86 mulheres e 208 homens que tiveram as condutas consideradas mais gravosas. Com isso, esses 294 suspeitos foram mantidos em prisão preventiva.

A maior parte desse grupo vai responder por crimes graves, como dano qualificado, abolição violenta do Estado de Direito e golpe de Estado.

Fonte: G1

Leia também: Acusado de participar de atos antidemocráticos, ex-vereador Josafá Ramos é conduzido à delegacia da PF em Feira de Santana

Siga o Acorda Cidade no Google Notícias e receba os principais destaques do dia. Participe também dos nossos grupos no WhatsApp e Telegram

Compartilhe essa notícia

Categorias

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mais Notícias

image

Rádio acorda cidade