Polícia

Polícia Civil detém acusados de praticar latrocínio no bairro Campo Limpo

A vítima foi encontrada no interior da casa e apresentava cortes no tórax, na região da cabeça, musculatura do braço esquerdo, abdômen e nas costas.

04/08/2021 às 16h59, Por Laiane Cruz

Compartilhe essa notícia

Gabriel Gonçalves

Os investigadores da Delegacia de Repressão a Furtos e Roubos (DRFR) de Feira de Santana detiveram, na manhã desta quarta-feira (4), dois acusados de terem assaltado e assassinado Robson Figueiredo dos Santos, 43 anos, no dia 18 de julho, dentro da própria residência da vítima.

A vítima foi encontrada morta no interior da casa e apresentava cortes no tórax, na região da cabeça, musculatura do braço esquerdo, abdômen e nas costas. Um dos acusados tem 16 anos.

Leia tambémDois homicídios e um latrocínio no fim de semana em Feira de Santana

Em entrevista ao Acorda Cidade, o segundo acusado, de 19 anos, informou que a motivação do crime foi por conta de um programa feito com a vítima e não teve o dinheiro pago.

"Ele estava a fim de fazer um programa, mas como ele não tinha a quantia, nós decidimos matar ele com uma arma branca, uma faca que pegamos dentro da gaveta na cozinha e demos 10 a 11 facadas. Naquele momento eu não estava em mim, eu estava bebendo também", alegou.

Questionado se não havia possibilidades de cobrar o dinheiro em outra oportunidade, o acusado disse que não pensou nessa possibilidade por conta de estar embriagado no momento do crime.

"Nós pegamos o carro para dar fuga, era a única opção que tinha e também era longe, então decidimos levar o carro. A cachaça não quis esperar para cobrar depois", afirmou.

De acordo com o delegado André Ribeiro, titular da DRFR, a prisão dos acusados foi efetuada após identificar a localização do celular da vítima, que foi levado no dia do crime.

"A partir da ocorrência do fato e do levantamento cadavérico que foi feito pela Delegacia de Homicídios através do colega delegado Luis Smyslov, foi nos passado que o crime foi seguido de morte, ou seja, um latrocínio, uma vez que foram levados da vítima um veículo e o telefone celular, além de outros objetos. O veículo foi abandonado posteriormente, mas o celular ainda não tinha aparecido, então passamos a rastrear o celular e verificamos através do Imei que o celular estava sendo utilizado normalmente e foi assim que chegamos na pessoa que estava usando o aparelho. Essa pessoa nos informou que tinha comprado o celular na mão dos autores do crime e foi assim que chegamos até os mesmos", afirmou ao Acorda Cidade.

Ainda segundo o delegado André Ribeiro, durante o depoimento, um dos acusados confessou que a vítima tinha abordado os dois no meio da rua, propondo um encontro íntimo. Eles aceitaram e foram em direção à residência.

"Ele disse que estava em companhia do outro menor, quando a vítima passou com o veículo, buzinou e perguntou se eles queriam fazer um programa, eles concordaram, entraram no veículo, ainda passaram em uma lanchonete para comprar lanches e foram até a residência dessa vítima, onde mantiveram o encontro íntimo e, após isso, resolveram matar a vítima para roubar", explicou.

O acusado maior de idade será indiciado pelo crime de roubo seguido de morte, e o segundo será encaminhado para a Delegacia do Adolescente Infrator (DAI).

"Não houve nenhum tipo de flagrante, já que o fato aconteceu há algumas semanas e eles não foram pegos com nenhum objeto que engajasse o auto de prisão em flagrante, mas será representado pela prisão preventiva", concluiu.

Com informações do repórter Aldo Matos do Acorda Cidade

Compartilhe essa notícia

Categorias

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mais Notícias

image

Rádio acorda cidade