O senhor da razão

O vereador Ribeiro aproveitou as especulações em torno da eventual saída do deputado Fernando de Fabinho do Democratas para fazer reflexões filosóficas.

03/03/2010 às 10h51, Por Dilton e Feito

Compartilhe essa notícia

O vereador Antônio Francisco Neto (Ribeiro) aproveitou as especulações em torno da eventual saída do deputado Fernando de Fabinho do Democratas – e uma provável aproximação com o governador Jaques Wagner, do PT, para fazer reflexões digamos filosóficas. Ele disse que em política as coisas mudam muito rápido e muitas vezes as respostas têm que ser avaliadas “com calma, responsabilidade e serenidade, porque o tempo é o senhor da razão”. Ribeiro lembrou a fidelidade que havia entre Fernando de Fabinho e o ex-prefeito José Ronaldo. Pois é.

Aula de Português 

"O verbo quando não é bem encaixado,  a frase não fica perfeita ". (Vereador Ribeiro) 

 Diálogo atravessado

Na sessão de ontem, os vereadores Getúlio Barbosa e Marialvo Barreto passaram a manhã inteira trocando farpas. Até que travaram um diálogo no mínimo curioso, já que nenhum dos dois estava na tribuna, mas sim no plenário, usando a estratégia de pedir espaço à Mesa Diretiva  “pela ordem!”:

Getúlio:  Quantas pessoas existem no Hospital Clériston Andrade que não fazem nada?

Marialvo:  Menos do que na prefeitura, através de cooperativas.

Getúlio:  O Estado também tem cooperativas…

Marialvo:  Como é que não dou espaço para debater com Getúlio, se é o único que resiste?

 
Cabo eleitoral

O vereador Zé Curuca se revelou um verdadeiro cabo eleitoral de Conceição Borges, na sessão de ontem, quando a sindicalista chegou à Casa da Cidadania acompanhada dos trabalhadores rurais. “As pessoas têm que votar certo, em quem compromisso com a nossa comunidade. Conceição é guerreira em defesa da comunidade rural. Se Deus quiser, em 2013 ela estará aqui”. Só faltou dizer que seu voto seria dela.

Mudança no orçamento

Uma das formas dos vereadores contribuírem com a luta dos agricultores seria aprovar a relocação de verbas de outros setores, a exemplo do gabinete do prefeito, para a Agricultura, durante a votação do orçamento Municipal. A proposta foi feita pelo vereador Marialvo Barreto. Na mesma linha de raciocínio, o vereador Getúlio Barbosa sugeriu que o Governo do Estado também faça alterações. Tirando recursos da Comunicação para a Agricultura. Marialvo gostou da idéia e disse que vai encaminha o pedido.

O nome é descaso

“Os vereadores vão para lá prometer que vai resolver, vai melhorar. Estão pensando que dois litros de feijão, um litro de milho e uma hora de trator resolve tudo?”. Questionamento da presidente do Sindicato dos Trabalhadores Rurais de Feira de Santana, Conceição Borges. Segundo ela, o nome disse  é descaso.

A panela e os ingredientes

O vereador Getúlio Barbosa disse, no programa Linha Direta, que o governador Jaques Wagner prometeu, em sua campanha, quebrar a “panela” que existia na política baiana, referindo-se às lideranças do PFL/DEM. Mas depois que o cozinheiro (ACM) morreu o novo cozinheiro (Wagner) assumiu o lugar, mas os ingredientes são os mesmos: César Borges, Otto Alencar, Eliana Boaventura – e quem sabe Fernando de Fabinho…  

E os dois CPFs?

A propósito do deputado Fernando de Fabinho e as especulações sobre a sua aproximação do governador Jaques Wagner, Getúlio Barbosa já se antecipou e provocou Marialvo Barreto, questionando se, caso Fabinho realmente saia do DEM e caia nos braços do PT, ele (Marialvo) vai investigar se o deputado tem dois CPFs, como denunciou tempos atrás.

Show de criatividade

As agências de publicidade que controlam as verbas de patrocínio da Globo na Copa 2010, na África, já mostraram o nível do que têm para mostrar no jogo Brasil X Irlanda. Um verdadeiro show de criatividade nos comerciais das Casas Bahia, Wolksvagem, Vivo e Bramha. 

Compartilhe essa notícia

Categorias

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mais Notícias

image

Rádio acorda cidade