Feira de Santana

Mulheres são maioria entre pessoas em tratamento contra tabagismo no CAPSad

De acordo com a coordenadora do Centro de Atendimento Psicossocial Álcool e Drogas, Carolina Carvalho, este índice aumenta consideravelmente quando o tabaco está associado a outras drogas ilícitas e lícitas.

02/06/2017 às 11h35, Por Kaio Vinícius

Compartilhe essa notícia

Acorda Cidade

Cerca de 20% das pessoas que estão em tratamento contra algum tipo de vício no CAPSad de Feira de Santana tentam se livrar do cigarro. Mulheres são maioria neste grupo. Na quarta-feira, 31, foi celebrado o Dia Mundial sem Tabaco.

De acordo com a coordenadora do Centro de Atendimento Psicossocial Álcool e Drogas, Carolina Carvalho, este índice aumenta consideravelmente quando o tabaco está associado a outras drogas ilícitas e lícitas.

Mulheres em tratamento no CAPSad ser maioria entre os dependentes do tabaco reflete números nacionais. “O fumo se tornou um problema de saúde pública”, afirma a coordenadora. E os efeitos no organismo das mulheres são mais danosos do que no dos homens, apontam estudos.

O aumento de consumo do cigarro entre mulheres, de acordo com especialistas, está associado a uma série de fatores, seja para aliviar a ansiedade, o estresse e a depressão, ou, até mesmo, as tensões do trabalho e de casa. Há ainda razões mais subjetivas, relacionadas com identidade, autoestima, aceitação social, sentir-se madura ou sexy.

No CAPSad, o dependente tem à disposição tratamento contra este e outros vícios. Seja ele medicamentoso – nas tardes de terças-feiras, ou terapêutico – sempre às sextas-feiras pela manhã. Nos fumantes são fixados na pele adesivos de 21mg, 14mg e 7mg, a depender do grau de dependência, que repõem a nicotina e os livram das crises de abstinência.

No primeiro caso os grupos são fechados. Significa que formado, não é mais permitida a entrada de novos dependentes. No segundo caso, é aberto. Qualquer pessoa pode iniciar o tratamento, independente do estágio atingido pelo grupo. Em média, 80% das pessoas que se submetem aos tratamentos conseguem largar o vício.

“Os benefícios para o organismo de largar o fumo são grandes, principalmente para as mulheres”, disse a coordenadora. O tratamento não define prazo para que o fumante largue o vício. Para se medir o grau de dependência todos respondem ao Teste de Fagerstrom, cuja pontuação indica se ele é muito baixo, baixo, médio, elevado ou muito elevado.

Compartilhe essa notícia

Categorias

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mais Notícias

Pontilhão

Feira de Santana

Pontilhão que liga os conjuntos Feira IX e Feira IV será reconstruído na próxima semana

A informação é do vereador Pastor Valdemir que, em pronunciamento na Câmara, comemorou a execução dos serviços pela Prefeitura na...

23/05/2024 às 17h04

Núcleo Agenda Bahia do Trabalho Decente

Feira de Santana

Núcleo da Agenda Bahia do Trabalho Decente é implantado em Feira de Santana 

A iniciativa do Governo do Estado, visa difundir os princípios do trabalho e obter contribuições para elaboração de políticas públicas....

23/05/2024 às 17h00

‘Café com Aroma de Cidadania’

Feira de Santana

Receita Federal incentiva doações para programas sociais através da declaração do Imposto de Renda; saiba como doar

O prazo para entrega do Imposto de Renda 2024 termina no dia 31 de maio.

23/05/2024 às 16h32

Lei Paulo Gustavo

Feira de Santana

Prefeitura promove oficina de elaboração de prestação de contas da Lei Paulo Gustavo no dias 4 e 5 de junho

As aulas vão ocorrer no Teatro Margarida Ribeiro. O primeiro dia da oficina, dia 4 de junho, será das 8h...

23/05/2024 às 15h51

Presidente do Conselho Tutelar - Antônio de Jesus Correia

Maio Laranja

Conselhos Tutelares apelam à sociedade que denuncie abusos sexuais a crianças e adolescentes

O presidente do Conselho número 2, Antônio de Jesus Correia, usou a Tribuna Livre da Câmara Municipal para falar sobre...

23/05/2024 às 15h26

Taxistas

Feira de Santana

Presidente do Sincaver responde sobre queixas feitas por associação na Câmara: ‘A vistoria é a mesma de 30 anos atrás’

Conforme Liomar Ferreira, as vistorias tem o objetivo de garantir conforto e segurança ao taxista, como também ao passageiro.

23/05/2024 às 12h08

image

Rádio acorda cidade