Política

Mourão defende avanços nos sistemas de monitoramento da Amazônia

'Precisamos avançar para ter uma tecnologia radar', afirmou.

07/08/2020 às 16h27, Por Brenda Filho

Compartilhe essa notícia

O vice-presidente Hamilton Mourão disse hoje (7) que o Estado brasileiro deve cumprir seu papel de proteção e desenvolvimento da Amazônia, mas que há muito desencontro sobre as informações de desmatamento na região, já que os sistemas de monitoramento, utilizados no apoio às decisões do governo, “não são os melhores” e “se ressentem de uma melhor qualidade”. “Os satélites que nós temos são ótimos, que não enxergam durante o período das chuvas e de nuvens. Precisamos avançar para ter uma tecnologia radar, termos aeronaves não tripuladas de melhor nível e que possam manter um acompanhamento da situação da cobertura vegetal com melhor qualidade do que só pura e simplesmente a imagem satelital”, explicou, durante encontro virtual promovido pela FSB Comunicação. Mourão preside o Conselho Nacional da Amazônia Legal. Em entrevista recente, o vice-presidente também lembrou que o desflorestamento e as queimadas na Amazônia vêm sofrendo uma escalada desde 2012 e atingiu um pico no ano passado, o que motivou as críticas e pressões internacionais. A previsão de Mourão para o desmate neste ano é semelhante ao do ano passado. No período de agosto de 2018 a julho de 2019, o desmatamento da Amazônia Legal foi estimado em 9.762 quilômetros quadrados (km²), um aumento de quase 30% em relação ao período anterior, segundo dados do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe). Já para as queimadas, a expectativa de Mourão é de redução. A meta do governo para os meses mais críticos, entre agosto e outubro, é que os incêndios fiquem abaixo da média histórica, em torno de 3 mil a 4 mil focos de calor por mês. De acordo com o vice-presidente, além da proibição do uso de fogo em áreas rurais, as Forças Armadas vão prosseguir com a Operação Verde Brasil, para coibir queimadas criminosas. Mourão e o ex-ministro da Defesa Aldo Rebelo, também relator do Código Florestal, participaram do encontro virtual para discutir as críticas, as pressões internacionais e os desafios enfrentados pelo Brasil nas políticas para a Amazônia e o meio ambiente. Ambos acreditam que é preciso tratar do problema fundiário da região, promover políticas de desenvolvimento sustentável e assegurar os direitos das pessoas que vivem lá, indígenas ou não indígenas, de acesso ao progresso, à infraestrutura e a serviços básicos, como saúde e educação de qualidade. Para Mourão, esse direito deve estar centrado na bioeconomia, a partir do mapeamento da biodiversidade florestal, da construção de uma infraestrutura logística sustentável e de financiamento e investimentos no setor. Aldo Rebelo criticou a demarcação de áreas de preservação na Amazônia que já estavam ocupadas por pessoas assentadas pelo próprio Estado. “Quando se demarca em área antropizada, você transforma aquelas pessoas em criminosos, mas a responsabilidade é do Estado. São 2% ou 3% que agem criminosamente, que queima e que desmata. A maioria foi pra lá na melhor das intenções”, disse. As informações são da Agência Brasil. 

Compartilhe essa notícia

Categorias

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mais Notícias

Pedro Américo

Política

Vereador destaca necessidade de ação municipal em segurança pública

Reconhecendo a responsabilidade do Estado na gestão da segurança pública, o parlamentar enfatizou a necessidade de uma abordagem integrada.

23/07/2024 às 17h03

Câmara Municipal - Câmara dos vereadores

Feira de Santana

Câmara promove palestra sobre aspectos jurídicos das eleições nesta quarta-feira (24)

O objetivo, conforme os diversos parlamentares autores, é levar informações fundamentais sobre o pleito para os vereadores e assessores.

23/07/2024 às 16h59

Dr. gimmy

Política

Dezin desiste de candidatura à prefeitura de Malhada das Pedras e declara apoio ao pré-candidato Dr. Gimmy

O pré-candidato à reeleição, Dr. Gimmy, também é o atual prefeito de Malhada das Pedras.

23/07/2024 às 16h45

Edvaldo Lima

Feira de Santana

Após retorno de Dilton Coutinho, vereador destaca a importância do comunicador para Feira de Santana

O radialista retornou de forma fixa às atividades nesta segunda-feira (22).

23/07/2024 às 16h13

ACM Neto

Eleições 2024

Itabuna: ACM Neto realiza reunião para tentar unir Capitão Azevedo, Pancadinha e Isaac Nery

A reunião incluirá a apresentação de uma pesquisa, que será fundamental para determinar a viabilidade eleitoral de cada pré-candidato.

23/07/2024 às 12h42

vereador Jurandy Carvalho

Política

"Não vou ficar em cima do muro", diz vereador sobre apoio a candidatos para a Prefeitura de Feira de Santana

O vereador também ressaltou que possui relações com o público dos candidatos que disputarão a prefeitura de Feira de Santana....

23/07/2024 às 12h26

image

Rádio acorda cidade