Feira de Santana

Morre aos 101 anos o ex-prefeito de Feira de Santana Joselito Amorim

Professor e ex-militar, ele foi o sexto prefeito de Feira de Santana entre 1964 e 1967.

05/10/2020 às 07h03, Por Andrea Trindade

Compartilhe essa notícia

Acorda Cidade

Faleceu na noite de domingo (4) aos 101 anos, o ex-prefeito de Feira de Santana Joselito Amorim. Ele estava internado em um hospital de Salvador em decorrência de complicações da covid-19 e não resistiu.

Professor de matemática e ex-militar do Exército, ele foi o sexto prefeito de Feira de Santana entre 1964 e 1967. O mesmo chegou ao cargo de prefeito após a deposição de Chico Pinto pela ditadura. O fato foi tema de dissertação do mestrado do professor Jhonathas Monteiro, na Universidade Estadual de Feira de Santana (Uefs).

Durante sua gestão iniciou a construção do Estádio Joia da Princesa, abriu postos de saúde, construiu escolas. O ex-prefeito, também, inaugurou equipamentos importantes para o município, como o Museu Regional, o Parque de Exposição João Martins da Silva, a Estação Rodoviária, a Biblioteca Municipal Arnold Ferreira da Silva e o Fórum Desembargador Filinto Bastos.

Por ter morrido em razão da covid-19, não haverá velório. Segundo o prefeito Colbert Filho, que conversou com a família, após ser liberado o corpo foi levado diretamente para o sepultamento no cemitério  São Jorge, em Feira de Santana. 

Mais sobre Joselito Amorim

Joselito Falcão de Amorim nasceu em Feira de Santana em 4 de setembro de 1919. Ele estudou na Escola Técnica do Comércio do Ginásio Santanópolis, formando-se em contador, em 1947. Depois de aluno, foi tudo no Santanópolis, professor, diretor do internato, diretor do curso noturno, inspetor do MEC para o curso de Contabilidade.

Exerceu os cargos de diretor presidente da Companhia de Habitação e Urbanização da Bahia (Urbis-Cohab); membro do Conselho do Tribunal de Contas dos Municípios e seu primeiro presidente.

Como político, ingressou na UDN e foi eleito vereador de Feira de Santana, em dois períodos. Exerceu o cargo de secretário da Prefeitura, na gestão do prefeito Arnold Ferreira da Silva (1959-1962); presidente da Câmara Municipal, de 1963 a 1964, sendo prefeito empossado no dia 8 de maio de 1964, por ocasião do Governo Militar de 1964, substituindo ao prefeito deposto Francisco Pinto, permanecendo no cargo até 7 de abril de 1967. 

A história dele é contada no livro "O Filho da Madre", do jornalista e ex-secretário municipal de Cultura, Esporte e Lazer, Jailton Batista. A obra foi lançada em fevereiro de 2019 (saiba mais AQUI). 

Leia também: Ex-prefeito de Feira de Santana completa 101 anos

Compartilhe essa notícia

Categorias

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mais Notícias

image

Rádio acorda cidade