Feira de Santana

Moradores do Loteamento Modelo solicitam manutenção de praça esportiva

Além da falta de capinação, a iluminação é precária no local.

09/02/2022 08h50, Por Gabriel Gonçalves

image image image image image

Compartilhe essa notícia

image image image image image

PUBLICIDADE

Gabriel Gonçalves

Com piso danificado, mato alto e refletores queimados, a praça esportiva do Loteamento Modelo no bairro Mangabeira em Feira de Santana está caracterizada como abandonada pela população.

Os moradores solicitaram a reportagem do Acorda Cidade, para reclamarem sobre a atual situação do local. De acordo com David Ribeiro, já tem mais de cinco meses que os refletores estão queimados.

"Essa quadra já tem muito tempo que está neste estado terrível. As redes estão furadas, as grades danificadas, tanto que corre o risco da bola atravessar e acertar alguém que esteja passando ou atingir alguma loja, até o piso já não apresenta condições para jogar bola aqui. Já tem cerca de cinco meses que todos os refletores queimaram, a gente tinha o costume de jogar bola aqui durante a noite, mas agora desse jeito, não tem mais condições", disse.

Antônio Pereira Neto, também morador do Loteamento Modelo, informou à reportagem do Acorda Cidade que devido a falta de manutenção no espaço, o tradicional 'baba' foi prejudicado.

Foto: Paulo José/Acorda Cidade

"Tinha apenas um refletor funcionando aqui na quadra, até dava para jogar, mas depois que queimou, não tem mais condições e a gente só joga aqui de noite. É uma verdadeira escuridão, e nessa brincadeira lá se vão cinco meses", disse.

Fotos: Paulo José/Acorda Cidade

Segundo Reinald Conceição Carvalho, por conta da escuridão e do mato alto na praça esportiva, o local se torna ponto de esconderijo para bandidos cometerem assaltos.

"Infelizmente eles só arrumam no período da eleição, deixam tudo bonitinho e depois abandonam. Sem contar que por conta desses refletores queimados, muitos moradores estão reclamando da escuridão aqui porque ficou deserto. Quando os pontos comerciais fecham, não fica ninguém na rua. Muita gente chega tarde do trabalho e quando desce no ponto de ônibus, corre risco de assalto", afirmou.

O Acorda Cidade entrou em contato com a Secretaria de Serviços Públicos e aguarda retorno.

Fotos: Paulo José/Acorda Cidade

Com informações do repórter Paulo José do Acorda Cidade

Compartilhe essa notícia

image image image image image image

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

Mais Notícias

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

image

Rádio acorda cidade