Bahia

Madre de Deus: Esposa de prefeito afastado pode ter dado prejuízo de R$ 4 milhões na saúde

O ex-prefeito também é alvo de uma CPI na Câmara de Vereadores por conta de contratações irregulares na Secretaria de Saúde

15/05/2020 14h27, Por Brenda Filho

image image image image image

Compartilhe essa notícia

image image image image image

PUBLICIDADE

O ex-gestor de Madre de Deus, Jeferson Andrade, deixou um rombo maior que o imaginado nas contas da prefeitura. Afastado por 180 dias por suspeita de desvios em obras na cidade e investigado por formação de quadrilha, o ex-prefeito também é alvo de uma CPI na Câmara de Vereadores por conta de contratações irregulares na Secretaria de Saúde, comandada pela sua esposa Naiara Andrade. Na gestão de Jeferson, a Secretaria de Saúde firmou com o Instituto de Gestão, Saúde e Tecnologia (IGST) contratos emergenciais para gestão do Hospital Municipal de Madre de Deus, e depois da licitação o contrato de gestão da mesma unidade hospitalar que se encontra em vigência. O IGST apresentou nesta semana um pedido de pagamento no valor de mais de R$ 4 milhões, argumentando desequilíbrio financeiro do contrato por diversas razões, dentre estas a manutenção de empregos, avaliados como desnecessários pela nova gestão do município. O alegado débito poderia comprometer aproximadamente 40% da receita de Madre de Deus. O IGST é a mesma empresa que foi denunciada por desvio de mais de R$ 1 milhão para pagamento de despesas particulares. As informações são do Bahia Notícias.

Compartilhe essa notícia

image image image image image image

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

Mais Notícias

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

image

Rádio acorda cidade