Lixo e entulhos são as prinicipais causas de alagamentos

Em vários sistemas de drenagens, principalmente nas bocas-de-lobo e bueiros, são recolhidos vários sacos com lixo.

08/04/2010 às 15h58, Por Dilton e Feito

Compartilhe essa notícia

A falta de uma cultura ambiental, aliada ao desleixo e o desrespeito às regras sociais quanto ao trato à destinação correta de lixo e entulhos é apontada como uma das preocupantes e principais causas dos alagamentos verificados em avenidas e ruas durante os períodos chuvosos em Feira de Santana – como em cidades brasileiras no geral. As cenas voltaram a se repetir entre a noite de quarta-feira (7) e durante a manhã desta quinta-feira (8), quando da ocorrência de fortes chuvas na cidade, gerando transtornos para a própria comunidade.

Foto: Secom

Por conta disso, a Prefeitura de Feira de Santana, através de várias secretarias – Desenvolvimento Urbano, Serviços Públicos e Prevenção à Violência e Promoção dos Direitos Humanos -, está realizando ações de defesa civil no município, visando amenizar os efeitos e estragos causados pelas chuvas. Inicialmente, conforme o secretário de Desenvolvimento Urbano, José Pinheiro, está sendo intensificado os trabalhos e serviços de limpeza em galerias, canais, bocas-de-lobo e canaletas.

Em inúmeros desses sistemas de drenagens, principalmente nas bocas-de-lobo e bueiros, são recolhidos sacos com lixo, jogados irresponsavelmente nas frentes das casas, mas que acabam sendo levados pelas águas da chuva, diretamente para esses locais, causando muito mais problemas no sistema de escoamento de águas pluviais. "Nós limpamos uma boca-de-lobo pela manhã e, à tarde, ela está entupida novamente com lixo", lamenta.

O entulho jogado aleatoriamente é outro grande problema enfrentando também nesta época chuvosa, provocando acúmulo de água de chuva por grande parte da cidade, principalmente nos canais, considerados “áreas de risco”, pelo secretário de Prevenção à Violência e Direitos Humanos, Mizael Freitas Santana.

Em ações desenvolvidas de janeiro para cá, a Secretaria de Serviços Públicos compara que, enquanto são recolhidas em média 330 toneladas de lixo doméstico por dia, no mesmo período, estima-se que sejam retirados cerca de 400 toneladas de entulhos na cidade.

"Os entulhos são descartados em canais de macro-drenagem, sobre passeios e nas sarjetas, prejudicando demais o escoamento das águas de chuva. E, de acordo com o Código de Polícia Administrativa, a responsabilidade pelo entulho é de quem o gera", explica o secretário Luiz Araújo, de Serviços Públicos.

O secretário José Pinheiro informa que estão sendo realizados serviços de limpeza dos canais da avenida Padre Anchieta, no trecho do bairro Rua Nova, e da avenida Amado Bahia, no Parque Panorama. No meio da manhã desta quinta-feira, os trabalhos foram temporariamente suspensos devido a forte chuva. O volume de água foi tão grande que transbordou o canal da avenida Padre Anchieta.

A avenida Riachuelo e a rua Petronílio Pinto, considerados pontos críticos em período de chuva, serão alvos de ações de limpeza, bem como nas regiões da Cidade Nova, Feira X, Viveiros, Expansão do Feira IX, Parque Ipê, Loteamento Vila Verde, entre outras localidades.

José Pinheiro atendeu ao chamado de socorro de moradores da rua H, no Feira IX, onde a água da chuva invadiu casas, na quarta-feira e nesta quinta-feira. Lá, área mais baixa do conjunto habitacional, o secretário percebeu que será necessária a construção de um canal de drenagem para absorver a água de chuva que cai na parte alta. “As regiões de baixada da cidade sofrem muito nesta época”, frisou.

O secretário José Pinheiro disse que ainda nesta quinta-feira o prefeito Tarcízio Pimenta receberá um balanço parcial da situação na cidade. O secretário Mizael Santana informa o telefone da Defesa Civil do município: 3604-0562. A Defesa Civil é um órgão vinculado a Secretaria de Prevenção à Violência e Promoção dos Direitos Humanos.

As informações são da Secom

Compartilhe essa notícia

Categorias

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mais Notícias

image

Rádio acorda cidade