Idosa morre em frente ao HGCA por falta de atendimento médico

Por falta de atendimento médico, uma mulher de 70 anos morreu no banco traseiro de um carro no estacionamento do Hospital Geral Clériston Andrade.

19/04/2010 às 19h57, Por Dilton e Feito

Compartilhe essa notícia

Por falta de atendimento médico, uma mulher de 70 anos morreu no banco traseiro de um carro no estacionamento do Hospital Geral Clériston Andrade, na tarde desta segunda-feira (19).
O veículo Fiat Uno, onde a doméstica Marina de Oliveira Andrade estava, pertence à Prefeitura Municipal de Anguera, onde ela morava.  
 
Em entrevista ao Acorda Cidade, o aecretário de Administração do Município de Anguera, José Bispo,  disse que Marina de Oliveira Andrade já tinha sido atendida antes no HGCA, devido a um problema de úlcera. Ela ficou internada por alguns dias e recebeu alta, mas precisou voltar para a unidade hospitalar nesta segunda-feira depois de uma crise. 
 
Foto: Aldo Matos/Acorda Cidade
 
Antes de voltar para Feira de Santana, ela foi atendida em Anguera, onde um médico fez um relatório encaminhado a paciente novamente ao HGCA.  Ao chegar no hospital um outro médico a atendeu, ainda dentro do veículo, e disse que ela teria que ser transferida para um hospital em Salvador. Este mesmo médico alegou ao secretário que só poderia atendê-la com a regulação. O secretário do município foi até a direção do HGCA para resolver o problema e quando voltou a paciente havia falecido.
 
Foto: Aldo Matos/Acorda Cidade
A filha de dona Marina em frente ao carro, onde a mãe morreu
 
 
 
Andréa Trindade com informações do repórter Aldo Matos

Compartilhe essa notícia

Categorias

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mais Notícias

image

Rádio acorda cidade