Feira de Santana

Há 51 dias em greve, servidores do INSS realizam doação de sangue no Hemoba

De acordo com Luis Ernesto Ferreira Santa Bárbara, que faz parte do comando de greve, o objetivo da ação foi abastecer os estoques de bolsas de sangue do Hemoba, que estão em estado crítico.

12/05/2022 17h15, Por Rachel Pinto

image image image image image

Compartilhe essa notícia

image image image image image

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

Laiane Cruz

Há 51 dias em greve, servidores do Instituto Nacional de Seguridade Social (INSS), em um ato de solidariedade, se dirigiram ao Hemoba, na manhã desta quinta-feira (12) em Feira de Santana, para juntos realizarem a doação de sangue.

De acordo com Luis Ernesto Ferreira Santa Bárbara, que faz parte do comando de greve, o objetivo da ação foi abastecer os estoques de bolsas de sangue do Hemoba, que estão em estado crítico.

Foto: Ney Silva/Acorda Cidade

“A gente tem o intuito de divulgar o movimento paredista, que tem 51 dias em greve, e estamos em Brasília com uma mesa de negociação. O governo é extremamente intransigente com relação à nossa pauta, mas pelo menos essa semana existe algum avanço e a gente espera pelo fim da greve. Em relação a essa ação de doação, é extremamente importante, porque chegamos aqui e ficamos sabendo que o estoque de sangue do Hemoba está baixíssimo. Levamos isso para os colegas, que aceitaram de imediato fazer essa ação solidária, doando sangue”, afirmou em entrevista ao Acorda Cidade.

A servidora Priscila Gomes Cardoso de Almeida doou sangue pela primeira vez e destacou que de agora em diante essa ação irá se tornar parte da vida dela.

Foto: Ney Silva/Acorda Cidade

“Foi uma sensação muito boa e já conversei com a pessoa que tirou meu sangue que, com certeza, daqui a 3 meses estarei de volta, porque a gente pode salvar uma vida, com um ato tão simples. Em menos de 15 minutos a gente pode fazer uma doação e ajudar muita gente. Os servidores se uniram, em uma forma de chamar a atenção da população e também de alguma forma contribuir com a sociedade”, salientou Priscila Almeida.

A assistente social do Hemoba, Márcia Almeida, reforçou a importância das doações e o papel do órgão no fornecimento de bolsas de sangue para grandes hospitais.

Foto: Ney Silva/Acorda Cidade

“Todo e qualquer cidadão que venha realizar a doação na nossa unidade ele é importantíssimo. Estamos sempre pedindo apoio à população justamente com relação ao estoque, porque a gente fornece para dois grandes hospitais regionais, que são o Hospital Geral Clériston Andrade (HGCA) e o Hospital Estadual da Criança (HEC). E a gente realmente precisa diariamente de doadores para tentar manter o estoque e garantir as transfusões desses pacientes”, informou Márcia Almeida.

Segundo ela, o Hemoba funciona de segunda a sexta-feira, das 8 às 17hs, e as pessoas podem se dirigir ao local em demanda espontânea ou por agendamento através do telefone 3614-1556, e-mail [email protected] e como também o site da Hemoba.

Foto: Ney Silva/Acorda Cidade

“Então de várias formas você pode estar agendando dia e horário. A gente atualmente tem tido dificuldade nos tipos sanguíneos O negativo, B negativo, A negativo e AB negativo e também está bem crítico AB positivo. A gente tem pacientes precisando e estamos realmente com o estoque muito crítico, precisando reabastecer e atender de forma adequada as necessidades dessas pessoas. A gente fornece diariamente o estoque para o hemocentro coordenador e a rede vai conversando e se eu tiver determinado tipo, a gente pede apoio na rede e vice-versa.”

Com informações do repórter Ney Silva do Acorda Cidade. 

Siga o Acorda Cidade no Google Notícias e receba os principais destaques do dia. Participe também dos nossos grupos no WhatsApp e Telegram

Compartilhe essa notícia

image image image image image image

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

Mais Notícias

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

image

Rádio acorda cidade