Governo reafirma cumprimento da legislação para projeto da Fonte Nova

O secretário do Trabalho e Esporte lembra que o projeto de demolição do estádio ainda não foi submetido ao Iphan.

21/04/2010 às 11h57, Por Dilton e Feito

Compartilhe essa notícia

"Todas as medidas legais que cabiam ser tomadas pelo estado no processo  de reconstrução da Arena Fonte Nova foram e tem sido adotadas  rigorosamente desde o início pelo Governo da Bahia. E é trabalhando com o  mesmo rigor exigido pela legislação que o projeto do estádio será conduzido". A declaração é do secretário do Trabalho e Esporte, Nilton  Vasconcelos, ao tomar conhecimento, na tarde desta terça-feira, pela  imprensa, de que o Ministério Público Federal (MPF) ajuizou, no último
dia 13, ação civil pública com pedido de liminar pela suspensão do  processo de demolição da Fonte Nova.

Lembra o secretário que o projeto de demolição do estádio ainda não foi  submetido ao Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan), o que deve ser encaminhado nos próximos dias pelo consórcio  OAS/Odebrecht, contratado pelo Governo do Estado para a realização da
obra e operação do novo estádio. "Nesse sentido, me parece precipitada a  medida do MPF, já que não foram apresentados ao Iphan os fundamentos  técnicos da demolição. Portanto, não é possível afirmar que a implosão  acarretará sérios riscos aos bens tombados localizados no entorno".

Ainda de acordo o secretário, é bom lembrar que o estádio da Fonte Nova  não é um patrimônio tombado, e pedido neste sentido foi negado  recentemente tanto pelo Ipac quanto pelo Iphan. Em meados do ano passado,  o Governo do Estado submeteu o projeto básico da Arena Fonte Nova ao
Iphan para que fosse feita a análise da nova estrutura, levando em  consideração exatamente o entorno da área. As informações são da Ascom/Setre.

Compartilhe essa notícia

Categorias

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mais Notícias

image

Rádio acorda cidade