Feira de Santana

Forte chuva causa prejuízos a moradores do Conjunto Luciano Barreto

Mesmo com barreiras construídas, muitas residências são invadidas pela água.

25/11/2021 09h15, Por Gabriel Gonçalves

image image image image image

Compartilhe essa notícia

image image image image image

PUBLICIDADE

Gabriel Gonçalves

Apenas seis minutos de chuva, foi o tempo suficiente para deixar todos os moradores da Rua K, no Conjunto Luciano Barreto, bairro Tomba em Feira de Santana, ilhados.

Por conta da forte chuva, muitas residências que já possuem pequenas barreiras nas portas, foram invadidas pela correnteza da água.

Em entrevista ao Acorda Cidade, a moradora e estudante de Biologia, Brena Araújo, explicou que a situação não é mais novidade para os  moradores. De acordo com ela, antes da rua ser calçada, o problema já existia.

Foto: Ed Santos/Acorda Cidade

"Isso aqui infelizmente não é nenhuma novidade, porque esse problema vem se arrastando por no mínimo uns 15 anos. Essa rua não era calçada, pelos menos a terra absorvia a água, mas depois que calçou, não tem nenhum sistema de escoamento, principalmente essa rua que é mais baixa do que as outras, então quando a água vem das outras ruas, ela fica aqui parada sem ter para onde ir, alagando tudo, invadindo a casa das pessoas, não existe uma boca de lobo. Ontem foram seis minutos de chuva, mas as vezes, basta cair uma chuva forte em pouco tempo que já faz estrago", explicou.

Ainda de acordo com Brena, é necessário que os governos municipal, estadual e federal, tenham uma atenção maior para as mudanças climáticas que estão acontecendo no Brasil.

Foto: Ed Santos/Acorda Cidade

"Eu sei que isso aqui é papel da prefeitura, mas é necessário que haja um plano de combate às mudanças climáticas, pode ter até no papel, mas não tem na prática. Nós temos noção que isso aqui pode piorar, não só para a gente, mas para toda a cidade, todo o estado e até mesmo o país. O que está se discutindo na Europa, as pessoas acham que aqui não pode afetar, mas pode afetar sim, então o governo municipal, do estado e o governo federal, devem tomar medidas agora, porque pode piorar toda esta situação com as mudanças climáticas", declarou.

Proprietária de um salão, Camila Cerqueira gravou um vídeo no momento da forte chuva. Segundo ela, caso algum morador não tenha a barreira de proteção na porta da residência, a casa será invadida pela água.

Foto: Ed Santos/Acorda Cidade

"Ontem foi menos de 10 minutos de chuva, foi um aguaceiro terrível e tudo fica alagado. Todos os moradores aqui possuem esse tipo de batente e quando chove, a água fica toda alagada, eu mesmo tenho um salão aqui e tenho que colocar a barreira por esse motivo e ninguém consegue passar aqui na rua. Ontem mesmo, teve uma senhora que se arriscou passar de moto, mas não conseguiu", explicou.

Foto: Arquivo Pessoal

O Acorda Cidade entrou em contato com a Superintendência de Operações e Manutenção do município, mas até o fechamento desta matéria, ainda não houve retorno.

Foto: Ed Santos/Acorda Cidade

Com informações do repórter Ed Santos do Acorda Cidade

Compartilhe essa notícia

image image image image image image

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

Mais Notícias

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

image

Rádio acorda cidade