Feira de Santana

Forte chuva causa pontos de alagamentos no centro da cidade

Seja de carro, de moto e até mesmo a pé, é necessário redobrar a atenção para evitar qualquer tipo de incidente.

03/03/2022 11h24, Por Gabriel Gonçalves

image image image image image

Compartilhe essa notícia

image image image image image

PUBLICIDADE

Gabriel Gonçalves

Atualizada às 15h10

Bastou apenas 20 minutos de chuva, para os feirenses enfrentarem grandes problemas com as poças de águas que são formadas nas vias.Seja de carro, de moto e até mesmo a pé, é necessário redobrar a atenção para evitar qualquer tipo de acidente.

O lojista Helder Pinheiro, informou à reportagem do Acorda Cidade, que só precisa de 10 minutos de chuva, para que a região próxima de onde ele trabalha, vire um rio.

Foto: Ney Silva/Acorda Cidade

"A prefeitura deveria investir o dinheiro que ela está investindo no monitoramento com câmeras, nas obras de drenagem do município, porque basta ter somente 10 minutos de chuva que tudo isso aqui vira um rio. Eu já presenciei acidentes, pessoas caindo, a água acaba invadindo também algumas lojas e isso é uma vergonha para a cidade de Feira de Santana. Infelizmente isso prejudica até os próprios clientes em poderem ter acesso às lojas, fora os ambulantes também, que ficam com seus produtos dentro da água praticamente", afirmou.

Foto: Ney Silva/Acorda Cidade

O mototaxista Evanildo Santana, explicou que as poças de água espalhadas pelas ruas do centro da cidade, escondem qualquer buraco, podendo causar um acidente.

Foto: Ney Silva/Acorda Cidade

"A gente só enxerga água, lama, nem enxerga mais a pista do centro da cidade. Teve um trecho aí que eles fizeram, tiveram que refazer e ainda nem terminaram. Fica complicado pra gente que anda de moto, qualquer coisa pode ser grave, porque imagine se cairmos em um buraco, não só a gente se acidenta, mas também o passageiro", avaliou.

Aguardando um ônibus coletivo na Avenida Getúlio Vargas próximo, à Praça João Pedreira, o aposentado José Santana, reclamou da falta de um abrigo, fazendo com que os passageiros aguardem o transporte público na chuva.

Foto: Ney Silva/Acorda Cidade

"Infelizmente fizeram um serviço mal feito, fizeram as pressas para entregar logo, e a gente fica aqui. As poças de água aí na frente, para entrar ou descer do ônibus, não tem jeito, tem que pisar na água mesmo e molhar todo o pé, fora que aqui nesse ponto que eles colocaram, nem proteção tem", criticou.

Foto: Ney Silva/Acorda Cidade

Ao Acorda Cidade, a coordenadora da Defesa Civil de Feira de Santana, Ana Karolina, explicou que o órgão não recebeu nenhuma solicitação por conta da forte chuva que caiu no município na manhã desta quinta-feira, mas destacou alguns alertas.

"Graças a Deus que não tivemos nenhuma ocorrência, tivemos sim alguns pontos de alagamentos que com qualquer quantidade de chuva, a poça de água fica acumulada, mas que logo depois, essa água escoa de forma rápida. São pontos na Avenida Maria Quitéria, Avenida Getúlio Vargas, mas não tivemos nenhuma solicitação neste sentido. A previsão de chuva aqui em nossa região, é até o próximo domingo, então a Defesa Civil encontra-se em alerta e a disposição da sociedade. Em caso de emergências, podem entrar em contato através do 156 ou pelo aplicativo Fala Feira e solicitamos todo o cuidado por parte das pessoas. Podem existir pontos de alagamentos, o que pode provocar algum acidente e pedimos que as pessoas evitem sair de suas residências em caso de raios ou relâmpagos e em caso de necessidade, estejam munidos com todos os documentos", informou.

Com informações do repórter Ney Silva do Acorda Cidade

 

Siga o Acorda Cidade no Google Notícias e receba os principais destaques do dia

Compartilhe essa notícia

image image image image image image

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

Mais Notícias

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

image

Rádio acorda cidade