Fique atento às tarifas dos bancos

Você pode estar pagando caro por serviços que, na verdade, são gratuitos.

21/09/2009 08h40, Por Dilton e Feito

image image image image image

Compartilhe essa notícia

image image image image image

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

Hábito de tirar extrato é necessário

“Brasileiro só fecha a porta depois de roubado”. O dito popular serviu de lição para a designer Maristela Carvalho. Como não utilizava muitos recursos oferecidos pelo banco no qual tem uma conta corrente, ela não tinha costume de tirar extrato para conferência. Mas o hábito logo apareceu ao verificar se um depósito tinha sido creditado. “Ao invés de ver o dinheiro creditado, percebi que tinham descontado R$ 21 por uma tal de cesta completa”.

Sem saber do que se tratava, procurou informações com a gerente do banco, que lhe informou que tinha havido um erro e que o dinheiro seria ressarcido num prazo de três dias. “Além de não ter pedido nada, já era a 18ª vez que eu pagava. Meu Deus, quantas vezes fiquei sem dinheiro na mão”, lembra Maristela, que hoje não passa um dia sem consultar seu extrato.

Conta corrente
– Cartão com função débito (1ª via)
– Dez folhas de cheques por mês
– Segunda via do cartão de débito, exceto nos casos de perda, roubo e danificação
– Até quatro saques por mês
– Até dois extratos mensais no terminal de autoatendimento
– Consultas na internet
– Duas transferências de recursos entre contas no próprio banco, por mês (caixa, em terminal de autoatendimento e/ou pela internet)
– Compensação de cheques
– Emissão, até 28 de fevereiro de cada ano, de extrato consolidado, discriminando, mês a mês, as tarifas cobradas no ano anterior

Conta poupança
– Cartão com função movimentação
– Segunda via do cartão com função movimentação, exceto nos casos de perda, roubo e danificação
– Até dois saques, por mês, em guichê de caixa ou em terminal de autoatendimento
– Até duas transferências para conta de depósitos de mesma titularidade
– Até dois extratos contendo a movimentação do mês
– Consultas na internet
– Emissão, até 28 de fevereiro de cada ano, de extrato consolidado, discriminando, mês a mês, as tarifas cobradas no ano anterior.

O banco não pode:
– Cobrar tarifas além das permitidas pelo Banco Central

– Emitir extratos de díficil compreensão. As tarifas têm de ser claramente especificadas

– Obrigar o cliente a utilizar o caixa eletrônico

– Cobrar por serviços ou produtos que não contratou

– Praticar a venda casada, ou seja, condicionar qualquer prestação de serviço à contratação de outro ou à aquisição de um produto

– Cobrar taxa de renovação cadastral da conta corrente e da poupança

Fique de olho nos preços
Saque (presencial ou pessoal)
Banco do Brasil – R$ 2
Bradesco – R$ 1,60
Itaú – R$ 1,30
Caixa – R$ 2
HSBC – R$ 2,40
Banco Real – R$ 2,40

Cheque (folhas)
Banco do Brasil – R$ 1,50
Bradesco – R$ 1,60
Itaú – R$ 1,30
Caixa – R$ 1,20
HSBC – R$ 1,60
Banco Real – R$ 1,50

Extrato mensal
Banco do Brasil – R$ 1,45
Bradesco – R$ 1,45
Itaú – R$ 1,30
Caixa – R$ 4
HSBC – R$ 4,30
Banco Real – R$ 4

DOC/TED (presencial ou pessoal)
Banco do Brasil – R$ 13,50
Bradesco – R$ 13,50
Itaú – R$ 13,50
Caixa – R$ 13,50
HSBC – R$ 14,40
Banco Real – R$ 13,40

DOC (internet)
Banco do Brasil – R$ 8
Bradesco – R$ 8
Itaú – R$ 7,80
Caixa – R$ 7,50
HSBC – R$ 8
Banco Real – R$ 7,90

Transferências (mesmo banco)
Banco do Brasil – R$ 1,50
Bradesco – R$ 1,30
Itaú – R$ 1,30
Caixa – R$ 1
HSBC – R$ 1,80
Banco Real – R$ 1,10

Cadastro (confecção)
Banco do Brasil – R$ 30
Bradesco – Não cobra
Itaú – R$ 50
Caixa – R$ 30
HSBC – R$ 59
Banco Real – R$ 50

Exija: é seu direito
– Operações com segurança nos caixas eletrônicos, dentro e fora da agência

– Cópia de contrato que assinou com o banco para qualquer operação contratada: conta corrente, poupança, financiamento e outras

– Atendimento eficiente e rápido

– Ressarcimento dos prejuízos e até indenização nos casos de movimentação fraudulenta de sua conta

– Cartão magnético gratuito e talão de cheques com pelo menos dez folhas, todo mês

Onde reclamar:
Ouvidoria do banco – Os bancos têm que disponibilizar, por meio de uma linha 0800, um setor de ouvidoria

Banco Central – Pelo telefone 0800 979 2345 ou pelo site www.bcb.gov.br

Procon – Posto Central (Rua Carlos Gomes, 746, Centro), das 8h30 às 17h. Telefone: (71) 3321-2409

(Notícia publicada na edição impressa do dia 21/09/2009 do CORREIO)

Compartilhe essa notícia

image image image image image image

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

Mais Notícias

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

image

Rádio acorda cidade