Feira de Santana

Secretário afirma que comerciantes que tiveram barracas demolidas terão estabelecimentos montados em até 120 dias

Ele declarou ainda que os comerciantes foram notificados desde o ano de 2022 sobre a saída do local e a terceira notificação ocorreu semana passada.

16/10/2023 às 17h38, Por Rachel Pinto

Compartilhe essa notícia

Comerciantes
Foto: Paulo José/Acorda Cidade

O secretário municipal de Trabalho, Turismo e Desenvolvimento Econômico, Wilson Falcão, disse em entrevista ao Acorda Cidade nesta segunda-feira (16), que os comerciantes que tiveram as suas barracas que ficam próximas ao Feiraguay, localizadas na Rua Papa João XXIII demolidas hoje, em cerca de 120 dias devem ter os seus estabelecimentos montados em outro local.

Ele explicou que a ordem de demolição não partiu da Settdec e que ele fez apenas uma correspondência solicitando a Coelba para que desligasse a energia elétrica e evitasse um acidente.

Ele declarou ainda que os comerciantes foram notificados desde o ano de 2022 sobre a saída do local e a terceira notificação ocorreu semana passada, dando o prazo de 48h para que pudessem retirar mercadorias e pertences.

Foto: Paulo José/Acorda Cidade

“Recebemos um termo de acordo e compromisso firmado pela Seplan, pela Sedur, pela Procuradoria e pelo gabinete do prefeito, no qual a empresa que vai construir o shopping iria retirar os estabelecimentos que estavam implantados no passeio e a Sedur já havia notificado desde 2022 todos aqueles comerciantes. Foi a terceira notificação. Todos os comerciantes terão os estabelecimentos montados de 90 a 120 dias e nesse período vão receber uma taxa em termos de indenização por esse período que ficarão fechados. Muitos deles são inquilinos e estavam ocupando o passeio que é o espaço público. Eu entendo que a ideia de serem recolocados em outro lugar vai ser melhor para Feira e eles próprios”, declarou.

Leia também:

Prefeitura de Feira de Santana inicia processo de demolição das barracas próximas ao Feiraguay

Comerciantes temem ficar sem renda após prefeitura emitir notificação de demolição de barracas e pequenos comércios

Após notificação da Prefeitura, camelôs prometem mobilização contra retirada de barracas

Siga o Acorda Cidade no Google Notícias e receba os principais destaques do dia. Participe também dos nossos grupos no WhatsApp e Telegram

Compartilhe essa notícia

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

    1. Quer dizer, que constroem irregularmente em cima de uma área pública, e o dinheiro público irá bancar a reconstrução destes comércios em outros locais?
      Feira de Santana, onde tudo pode.

    2. A prefeitura está correta, o povo é que quer tomar posse do espaço público! Falta agora tomar providências é com o feiraguay que envolve muito dinheiro !!!tá na hora de Feira ter um camelódromo , assim como fizeram em Petrolina e tantas outras cidades! Tirar a poluição e a bagunça da rua.

  1. Durante a espera dos 120 dias, o secretário ddemolidor vai sustentar esse pessoal todo? Ou o secretário pensa que todo mundo ganha igual ele pela prefeitura?

  2. Graças a Deus este desgoverno está no fim e com ele muitos desempregados de uma gestão ridícula.
    Onde cria o caos pra vender as soluções…esmaga o povo…não sabem ter uma gestão de diálogo como colbert pai tinha

    1. Votei em Colbert porém percebir o erro pois esse prefeito não sai as ruas, não conversa com o povo, esse sujeito é prepotente.

  3. O CERTO NÃO SERIA CONSTRUIR O NOVO LOCAL PARA ONDE OS COMERCIANTES IRIAM E FAZER A RETIRADA EM SEGUIDA? NÃO DÁ PRÁ ESPERAR 4 MESES ONDE COM CERTEZA ELES PASSARÃO POR NECESSIDADE. ISSO ERA PRA SER FEITO DESDE O ANO DE 2022 QUANDO ELES FORAM NOTIFICADOS SÓ QUE NÃO TERIA SIDO INFORMADO PARA ONDE IRIA.

    PARA DEPOIS

  4. Isso sim é trabalhar com moleza, 1 ano pra fazer essa mudança e não fez, agora as pressas anuncia 120 dias pra organizar, o que nunca foi organizado. É uma verdadeira caranguejada.

  5. Colbert e barril não paga o fucionarios das policlincas derruba as barracas dos camelos coloca o nome da população no spc caso você não pagou o IPTU o cara e barril dobrado a coisa que ele não é cuidar da cidade.

    1. Já cobrou a OSS que administra? O Estado (governo) repassa e elas que pagam. Tem mais que derrubar mesmo, a construção é ilegal e tá devendo, deveria é tomar o imóvel.

  6. O que seria correto é indenizar todos que trabalham legalizados e rebocar em outro local.
    Usar a força da lei e da ordem a todos os que estão irregulares e clandestinos.
    Espaço público é pra uso público e não servir de ponto comercial de alguns invasores.
    Só em Feira que invasores do bem público querem ter direitos.
    Tudo que é clandestino, irregular, ilegal próspera nesta cidade sem uma admintração forte e determinada.
    Já chega, já deu.

  7. Certo tá a prefeitura, só em FSA *** invadem terreno de terceiros é notificado diversas vezes e por fim a prefeitura sai como errada, e ainda tem que providenciar um local para ***!
    Feira de Santana a terra que o poste mija no cachorro!

  8. A prefeitura alega que os comerciantes estão no passeio solo público!
    Então que tamanho tem um passeio?
    Porque todas as lojas não eram barracas e sim lojas estrutura de alvenaria bloco e cimento todas essas lojas tinha passeio de 2 metros para pedestre, engraçado e as lojas do shopping vão estar exatamente onde estavam os proprietários das lojas demolidas, o passeio que tinha de 2 metros vai continuar , conclusão a maioria esmagando a menoria

  9. Demolição sim, o RJ virou uma bagunça, praça ( locais de lazer) invadidas, em nome do desemprego, invasão para construção de mansões, dependente químico a solta nas ruas, pq o STF diz q não pode ser conduzido compulsoriamente, enfim vou levar todos os moradores de rua pra acampar na lagoa Rodrigues de Freitas na barra, perto dessas autoridades, pra vê o q eles acham disso!

Mais Notícias

image

Rádio acorda cidade