Feira de Santana

Prefeitura consegue liberação de 30 milhões para pagar obras pendentes do Projeto Novo Centro

Segundo o prefeito, com estes recursos, serão feitos pagamentos de obras não finalizadas na Rua Marechal Deodoro e outras etapas do projeto, como a requalificação de praças e pavimentação asfáltica.

05/07/2022 15h46, Por Laiane Cruz

image image image image image

Compartilhe essa notícia

image image image image image

PUBLICIDADE

Foto: Paulo José/Acorda Cidade

O prefeito Colbert Martins Filho informou, na manhã desta terça-feira (5), que ontem foram liberados R$ 30 milhões provenientes de empréstimos junto à Caixa Econômica, para pagamento de obras pendentes do Projeto Novo Centro.

Segundo ele, com estes recursos, serão feitos pagamentos de obras não finalizadas na Rua Marechal Deodoro e outras etapas do projeto, como a requalificação de praças e pavimentação asfáltica.

“Recentemente estive em Brasília em busca da liberação de recursos e ontem uma parte dos recursos do Projeto Novo Centro foram liberados. Foi publicado inclusive na página da prefeitura sobre a liberação de R$ 30 milhões, que estavam para serem liberados desde o mês de abril, mas por várias razões ainda não tinha sido feita essa liberação. E agora vamos pagar as obras que ainda precisam ser pagas. Vamos atualizar todos os pagamentos das obras da Marechal e outras que estão pendentes. E também estamos fazendo parte dos recursos da Caixa Econômica na obra do Papagaio”, explicou o prefeito, em entrevista ao Acorda Cidade.

Colbert Martins esclareceu que o dinheiro estava bloqueado na Caixa, em razão da pandemia e outras circunstâncias.

“Feira não teve nenhum orçamento até março e a partir daí a gente passou a buscar a liberação desses R$ 30 milhões que estavam bloqueados. Além de concluir as obras da Marechal Deodoro, vamos concluir todas as praças, como a Bernardino Bahia, a Praça Fróes da Mota, entre outras que fazem parte do Projeto Novo Centro, além da requalificação asfáltica das ruas do centro da cidade com sinalização horizontal e vertical. Vamos fazer as licitações das obras nas praças e as outras vamos concluir”, destacou.

Acerca das obras inacabadas na Avenida Rubens Francisco Dias, no bairro Papagaio, o prefeito informou que uma parte dos recursos que já tinham sido liberados foram utilizados para fazer a duplicação e drenagem da Rubens Francisco Dias e das ruas adjacentes, e agora será necessário refazer o recapeamento de algumas ruas por meio da Superintendência de Manutenção e Obras (Soma).

“Em muitas daquelas ruas, empresas imobiliárias fizeram sua contrapartida em pavimentação, que hoje está mostrando a necessidade de ser totalmente refeita pela Superintendência de Operações e Manutenção. A maioria desses investimentos imobiliários têm mais de cinco anos. Mas de qualquer forma vamos ver aqueles que queiram porque é uma área grande de expansão da cidade, mas como um apelo”, disse.

Siga o Acorda Cidade no Google Notícias e receba os principais destaques do dia. Participe também dos nossos grupos no WhatsApp e Telegram

Compartilhe essa notícia

image image image image image image

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

  1. Douglas Da Silva disse:

    Obra muito da mal feita.
    Por baixo dos tijolos puseram areia branca, que com as chuvas já danificaram-se, é notório em diversos pontos da reforma do novo centro o piso cedendo. Vão gastar nosso dinheiro, fazer uma obra errada e sem qualidade e ficar por isso mesmo?

  2. Helcio Peixoto disse:

    DINHEIRO JOGADO FORA: Pra q tanto “INVESTIMENTO” em uma obra como a do “NOVO CENTRO” como é o caso da Rua Mal Deodoro, quando não vai MELHORAR em nada para pedestres e veiculos, desde quando EXISTE e vai continuar EXISTINDO [INSTALADA] uma FAVELA ou LIXÃO na calçada e nos passeios.

  3. Cristiano de jesus medeiros disse:

    É melhor não liberar esse dinheiro 💰 colbert não sabe o que faz 😴

  4. Crispiniano de Santana Silva disse:

    Na verdade a cidade tem que gerar recursos próprios para suas demandas de despesas com relação ao reestruturação da parte física da cidade o prefeito Colbert Martins da Silva tem que usar a inteligência para criar meios de arrecadação legais para que gerar recursos financeiros pra cidade não ficar individando prefeituras tomando dinheiro emprestado sendo que cidade tem condições de gerar recursos próprios para estes fins

  5. Silvio disse:

    30 Milhões? Aposto n vão gastar nem 30 Mil!

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

Mais Notícias

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

image

Rádio acorda cidade