Feira de Santana

Permissionários do Shopping Popular baixam as portas em protesto contra taxas de aluguel

Comerciantes reclamam do baixo movimento e afirmam que não têm condições de arcar com as despesas.

06/07/2022 11h37, Por Gabriel Gonçalves

image image image image image

Compartilhe essa notícia

image image image image image

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

Foto: Paulo José/Acorda Cidade

Os permissionários do Shopping Popular Cidade das Compras, em Feira de Santana, baixaram as portas dos boxes na manhã desta quarta-feira (6), em protesto contra os valores que estão sendo cobrados no local.

Ao Acorda Cidade, a permissionária Tomásia Celestina de Oliveira, informou que baixou as portas, em apoio aos colegas que já receberam notificações da administradora, além de outros lojistas, que já tiveram os boxes lacrados.

Foto: Paulo José/Acorda Cidade

“Eu fechei a minha loja por conta da manifestação, ontem eu não vim trabalhar, fui fazer uns exames e quando cheguei, já encontrei este papel aqui de baixo que vai lacrar o meu boxe. É uma notificação de suspensão do fornecimento de energia do meu boxe e depois eles vão lacrar o meu boxe, passar um ferro e não deixa ninguém abrir”, relatou.

Foto: Paulo José/Acorda Cidade

Cilene Araújo, informou que não tem condições de pagar a taxa de aluguel no valor de R$ 589. Ainda segundo ela, caso a maioria dos permissionários fiquem com as lojas fechadas, o entreposto comercial não terá mais condições de funcionar diante da ausência de clientes.

Foto: Paulo José/Acorda Cidade

“A minha situação é a mesma de todo todo mundo, estamos no mesmo barco, e se dois ou três conseguem pagar esta taxa no dia de hoje, amanhã eles não irão conseguir pagar. Então nós estamos unidos, ajudando os nossos colegas porque quase 90% dos boxes estão sendo lacrados, então se esses 90% serem lacrados os outros 10% no próximo mês, é quem será obrigado a fechar, porque nenhum cliente vai vir para cá com os boxes fechados, com todos esses boxes lacrados. Então temos que abraçar esta luta, precisamos estarmos juntos, não temos condições de pagar 589 de aluguel aqui dentro, aqui só tem camelô para manter este Shopping, não sei o que será de nós aqui neste momento, este shopping do jeito que está vai fechar as portas porque empresário nenhum vem para cá, lojas âncoras não vem, porque quem tem que levantar esse Shopping, é o camelô e hoje estamos sendo expulsos deste local”, destacou.

Foto: Paulo José/Acorda Cidade

De acordo com Cilene, alguns permissionários estão retirando as mercadoria, para que as mesmas não fiquem presas dentro dos boxes.

“Desde o mês de junho que estamos recebendo estas notificações, e nos dão um prazo de 30 dias, após este período, o fornecimento de energia é cortado e o boxe é lacrado. Alguns colegas já estão com seus boxes lacrados, e aqueles que já estão recebendo as notificações, estão retirando as mercadorias para não ficarem presas”, disse.

Segundo Roberto Oliveira, que também é permissionário do Shopping Popular, os boxes só serão reabertos, quando a Prefeitura Municipal de Feira de Santana, se manifestar.

Foto: Paulo José/Acorda Cidade

“Nós não estamos mais aguentando ter que pagar estes boletos. Estamos aqui unidos, e só iremos abrir as lojas, quando tiver alguma definição do prefeito, do secretário, quanto a tudo isso. Nós saímos da Sales Barbosa, sendo que este espaço seria exclusivo para nossa categoria, só que infelizmente não tem movimento, como tinha lá no centro da cidade. Se o movimento estivesse ótimo, entrando dinheiro, eu estaria pagando essas taxas com todo amor e carinho. Esse período de São João por exemplo, a gente viu a movimentação lá no centro da cidade, na Sales Barbosa, na Senhor dos Passos, e aqui continua dessa forma”, concluiu.

Com informações do repórter Paulo José do Acorda Cidade

Siga o Acorda Cidade no Google Notícias e receba os principais destaques do dia. Participe também dos nossos grupos no WhatsApp e Telegram

Compartilhe essa notícia

image image image image image image

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

  1. Ricardo Coutinho disse:

    Na próxima eleição vcs votem em quem Zé o ex mandar de novo. Uns tipo Colbert da vida..

  2. Abner disse:

    Parabéns acorda cidade

  3. Mário Soledade disse:

    Vão atrás de Zé Ronaldo, Colbert, Bolsonaro,todos esses aí só se preocupam com a classe média, média alta, empresários,pobre com essas pessoas não tem vez!

  4. Zé Ronaldo disse:

    Vota em Zé novamente e quem ele pedir… E outras categorias que fizeram o mesmo, votaram e hoje estão tudo boiando sem saber para onde ir… Esse é o resultadl de um governo faz de conta… Votem novamente kkkk

  5. Paulo disse:

    E a maioria aí é tudo apaixonado por Zé Ronaldo, ACM Neto e Bolsonaro. Pobre gosta mesmo é de sofrer.

  6. Faber Sena disse:

    Prefeito. Porque o Sr não tira o Feiraguay da rua também igual fez com os Camelôs da Sr dos Passos e Sales Barbosa? Essess ocupavam os passeios, aqueles ocupam uma PRAÇA PUBLiCA.
    Coloca todos no Shoping Popular.
    Todos só tem a ganhar. Inclusive a Cidade terá uma praça de volta.

    Ou não pode mexer com o povo de lá.
    Lei só para alguns né isso????

  7. José RobertoLima de Matos disse:

    Estamos nois camelôs desloscados para shoping popular estamos sendo torturados e massacrados e xotados pela Prefeitura e também xotados pela prefeitura e pela concessionária em nenhum camelo que foi assentado pela prefeitura devido o baixo movimento não contribui para pagar aluguel e já a prefeitura lacrando todos box…..se não.
    Pagar até a data … Pagar até hoje…

  8. José Carlos Machado Pedreira Filho disse:

    Nada funciona bem com esse “prefeito”, péssimo gestor, péssimo articulador, um sujeito mal humorado, de mal com a vida, não transmite alegria e nem um pingo de confiança aos feirenses. Uma verdadeira tragédia, um caos anunciado

  9. Rew0lt4d0 disse:

    Lembro quando os camelô batia no peito e falava que o movimento da sales era por causa deles, que saindo de lá o centro iria ficar deserto.

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

Mais Notícias

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

image

Rádio acorda cidade