Feira de Santana

Ordem de serviço da construção de 3 viadutos e 5 passarelas no Anel de Contorno deve sair neste semestre

A obra, que vai contemplar aproximadamente 7 km do anel viário, está prevista, segundo o projeto, para ser concluída dentro de um ano.

05/07/2024 às 17h21, Por Jaqueline Ferreira

Compartilhe essa notícia

reunião do projeto executivo
Foto: Ascom/Zé Neto

Na manhã desta sexta-feira (5), foi realizada uma audiência pública para apresentar o projeto executivo da construção do último trecho do Anel de Contorno de Feira de Santana, entre a BR-324 até o bairro Cidade Nova (BR-116 Norte). Serão três novos viadutos e cinco passarelas, com a previsão de concluir o processo de licitação, contrato e ordem de serviço, ainda neste segundo semestre de 2024. Mais de 200 milhões serão investidos pelo Governo Federal através do PAC, Programa de Aceleração do Crescimento. A reunião aconteceu no Hotel Acalanto.  

📲 NOTÍCIAS: siga o canal do Acorda Cidade no WhatsApp

Serão construídos os viadutos próximo à Rua Tupinambás, no bairro Mangabeira, outro próximo à entrada do bairro Santo Antônio dos Prazeres, na Lagoa Grande, e o terceiro no trecho da avenida Artêmia Pires (veja mais detalhes ao longo desta reportagem).

Projeto - Anel de Contorno
Foto: Reprodução | Projeto Dnit

O ex-diretor de operações da Polícia Rodoviária Federal, Vagner Gomes, conversou com o portal Acorda Cidade sobre a idealização do projeto, desde 2017 quando atuou na PRF e participou da análise de dois estudos sobre os pontos críticos do tráfego com o Dnit e a SMT.

Vagner Gomes | Foto: Ed Santos/Acorda Cidade

“Ficamos até então em busca dessas intervenções. E acho que finalmente elas sairão. Foram e continuam tendo vários acidentes, principalmente nesse trecho onde não há duplicação. Os trechos, quando são duplicados, evitam demais esses acidentes graves e fatais. E nós temos dados que comprovam isso. A exemplo da primeira duplicação, que é ali do viaduto Cajueiro e do Viaduto da Pousada da Feira, a redução de acidentes graves e de mortes foi drástica. Agora está sendo entregue o outro trecho que liga à rotatória da Cidade Nova”, disse.

Projeto - Anel de Contorno
Foto: Reprodução | Projeto Dnit

Segundo Vagner são pontos críticos os cruzamentos próximo ao restaurante Los Pampas, o da Artêmia Pires, Lagoa Grande e o cruzamento da Rua Tupinambás, que segundo ele, é o mais complicado de todos esses. Ele pontuou que a PRF levou essas informações para a concessionária ViaBahia que fez algumas pequenas intervenções ao longo dos anos. 

“Foi levado, sim, como eu disse, intervenções pequenas foram feitas, a exemplo de um semáforo colocado ali na rua Tupinambás, mas que funcionou. O semáforo está lá, mas não funciona. Então, isso não trouxe mobilidade urbana à sociedade”, pontuou. 

O diretor-executivo do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (Dnit), Carlos Barros, destacou sobre o objetivo e a necessidade dessas novas intervenções na mobilidade urbana de Feira.

Dnit
Carlos Barros | Foto: Ed Santos/Acorda Cidade

Era a última parte que estava faltando para podermos fazer a complementação desse contorno viário. Então, ele hoje traz a finalização desse contexto, desse anel viário, trazendo uma segregação daquilo que é fluxo para a cidade, daquilo que é transporte de médio, de longa distância. Isso vai facilitar a convivência entre o transporte de médio e longo alcance e aquele transporte que é o entre a cidade e os bairros”, explicou.

De acordo com o diretor, o edital será lançado até o próximo dia 22. Ele espera que a licitação seja bem sucedida, assim como o processo de assinatura do contrato, mais a ordem de serviço. Essas ações continuam previstas para o segundo semestre de 2024. 

“Isso vai levar um tempo ainda, a nova lei impõe prazos mais extensos em relação ao lançamento de edital e abertura da licitação. Mas a gente espera que, ao longo do segundo semestre, a gente possa concretizar isso”.

Projeto Duplicação
Foto: Divulgação

A obra, que vai contemplar aproximadamente 7 km do anel viário, está prevista, segundo o projeto, para ser concluída dentro de um ano.

“Uma obra com as características que são desta obra, uma característica urbana, ela pode ter ali algumas interfaces. Então, é preciso haver o cronograma que está estabelecido em termos de edital para a gente poder dizer com clareza que pode ter um prazo estipulado. O edital traz isso”, disse.

Ainda segundo Carlos Barros, os locais escolhidos para implementar as passarelas foram estudados segundo as normas técnicas do projeto, mas há, sim, a possibilidade de rever os lugares conforme a necessidade da população. 

“Isso não é totalmente fechado, logicamente que a gente tem que ouvir de novo, eu digo que há uma diferença entre a questão do que a técnica decide e às vezes é o que é a questão prática da convivência da comunidade com aquele equipamento, mas a gente pode fazer um olhar sobre isso e demonstrar o que está na norma, o que está tecnicamente definido com aquilo que a comunidade tem”, explicou. 

Localizações das Passarelas: 

  • -Passarela 01: Próximo à Rua Manoel Nascimento e Av. Gen. Osório Duque Estrada;
  • -Passarela 02: Próximo à Rua Serrolândia;
  • -Passarela 03: Próximo à Rua Saracura e à Rua Passo Alegre;
  • -Passarela 04: Próximo à Rua São Francisco de Assis.
  • -Passarela 05: Próximo à Rua Umbuzeiro e à Rua Palmares do Sul;

Quem também está participando das discussões é o deputado federal José Neto. Ele esteve na audiência e disse ao Acorda Cidade sobre a obra que será executada com recursos garantidos pelo PAC.

José Neto (PT) | Foto: Ed Santos/Acorda Cidade

“Graças a Deus agora a gente conseguiu um diálogo bom com o Governo Federal essa obra ela é, na verdade, desde 2014, a gente vem buscando resolver esse problema do contorno da duplicação por Serrinha, recentemente o presidente Lula esteve aqui, entregou uma parte do contorno, aquela que liga Cidade Nova até a Pousada da Feira, com vários problemas, porque nós não tivemos esse momento que nós estamos tendo aqui hoje, porque lá no governo passado não se fez o diálogo, não se buscou efetivamente ouvir a sociedade como a gente fez hoje, inclusive, com a presença da prefeitura que isso facilita o acesso às informações e a melhoria da conexão”, declarou.

Zé Neto ressaltou que além das duplicações, várias outras obras serão realizadas que devem beneficiar a população. 

“Você vai ter pista de ciclismo, praças e espaços para exercícios físicos para idosos, para crianças, jovens, enfim e vai ter as pistas laterais que vão dar todo o suporte. Eu estava vendo aqui no espaço de sete quilômetros vão ter 11 passagens entre as que já existem, que são as do viaduto, a parte das passagens debaixo dos novos viadutos com passagens circulares com redutores de velocidade e vão ter as cinco passarelas, inicialmente eram três, a cidade reunida lá no CDL, na audiência pública que decidiu mais duas”. 

O secretário municipal de planejamento, Carlos Brito, foi convidado pelo deputado para representar o poder executivo. Ele também compareceu. 

A engenheira Monique Torrano da empresa RPA, responsável pelo projeto, também ressaltou que a construção do viaduto deve minimizar os problemas do tráfego na região. Ela falou sobre as dificuldades na elaboração do projeto e pontuou que a duplicação do Anel é indispensável. Segundo Monique, o estudo contou com 15 engenheiros, entre civis e agrônomos estruturais .

engenheira
Monique Torrano Foto: Ed Santos/Acorda Cidade

“No contexto urbano é complicado, é um projeto que se você faz em zona rural, um projeto de uma rodovia é mais simples porque ela tem menos intervenção, não tem toda a questão de uma rede elétrica, é uma rede de água, o próprio contexto da população. O grande desafio foi encaixar a necessidade da população dentro dos limites, evitando, inclusive, desapropriações que se causam de um projeto de um processo danoso e um processo demorado e é isso que a gente tenta evitar e seguir”, pontuou. 

Com informações do repórter Ed Santos do Acorda Cidade

Leia também:

Diretor-geral do Dnit diz que Projeto Executivo de duplicação do Contorno está pronto

Diretor-geral do Dnit diz que previsão para licitar duplicação do Contorno de Feira é até junho

Duplicação do último trecho do Anel do Contorno de Feira de Santana terá três viadutos, passarelas e revitalização no entorno

Siga o Acorda Cidade no Google Notícias e receba os principais destaques do dia. Participe também dos nossos grupos no WhatsApp e Telegram

Compartilhe essa notícia

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

  1. A única parte do anel de contorno que foi duplicada,foi durante o governo bolsonaro
    Não há como negar
    Vale lembrar que, ele não gastou um centavo do bolso dele pra fazer essa obra
    Assim, como o Lula tbm não vai gastar o dinheiro dele

  2. Com Lula presidente, Jeronimo governador, ze neto prefeito agora vai o resto e conversa para os bolsonarista dormir, o povo fica torcento contra.

    1. A única parte do anel de contorno que foi duplicada,foi durante o governo bolsonaro
      Não há como negar
      Vale lembrar que, ele não gastou um centavo do bolso dele pra fazer essa obra
      Assim, como o Lula tbm não vai gastar o dinheiro dele
      Assim,como o Lula tbm

  3. vale lembrar ao ilustre deputado que essa obra ja foi editada no primeiro ou no segundo governo Lula e nunca foi concluida, onde foi para a verba. Nos estamos sofrendo por culpa desse desgoverno.

  4. Deveria ser visto uma passarela próximo ao Colégio Assis Choutebriant, muitos estudantes estão tendo que se arriscar para transitar naquela localização.

    1. Tá sendo construída. 200m adiante, sentido Feira 9, em frente ao posto de gasolina. Tão fazendo as escadarias. Não demora muito começam interromper tráfego pra instalar as vigas da passagem elevada…

  5. A obra poderia até ficar legal se não tivesse o envolvimento de Zé Neto, todas as obras que ele coloca a mão torna inacabavel. ( Noide sem drenagem, Viaduto da Noide sem alça para retorno, Bairro da Rocinha todo acabado pelas obras da CONDER e Lagoa Grande) ele deveria se preocupar em primeiro concluir as obras inacabadas para depois se aparecer no projeto dos outros.

  6. O cidadão feirense agradece. Isso já deveria ter sido feito anos atrás, mas vamos reconhecer que agora a obra vai sair de fato. Tenho dito que nossa cidade precisava ter eleições municipais todo ano, assim íamos recuperar os longos anos de atraso e teríamos obras nos quatro cantos da cidade.

Mais Notícias

Lançamento da BYD

Feira de Santana

Segunda maior fabricante de carros elétricos do mundo abrirá concessionária em Feira de Santana

A concessionária da BYD em Feira de Santana terá uma localização privilegiada e consolidada por décadas pelo grupo proprietário do...

18/07/2024 às 22h06

Gestores do Shopping Popular realizam encontro com lideranças do comércio de Feira de Santana

Cidade das Compras

Gestores do Shopping Popular realizam encontro com lideranças do comércio de Feira de Santana

Alçando novos objetivos, como a implementação de um supermercado e uma grande loja de pisos no espaço, o grupo falou...

18/07/2024 às 18h40

Mostra de pesquisa HGCA

Feira de Santana

Abertas as Inscrições para a XI Mostra de Pesquisa do Hospital Clériston Andrade

A XI Mostra de Pesquisa é um passo importante para a divulgação de estudos científicos e práticas inovadoras desenvolvidas na...

18/07/2024 às 16h36

VACINAÇÃO ANTERRABICA

Feira de Santana

Confira os bairros com aplicação da vacina antirrábica neste sábado

A imunização dos animais também pode ser feita na sede do CCZ, localizada na avenida Eduardo Fróes da Mota, S/N....

18/07/2024 às 16h19

Mutirão da Santa Casa de Misericórdia de Feira de Santana

Saúde

Santa Casa promove 150 atendimentos para diagnóstico da osteoporose; próxima edição acontece em agosto

A previsão da Santa Casa era atender cerca de 60 pacientes, demanda que foi surpreendida e ampliada para 150 pessoas....

18/07/2024 às 15h00

Inauguracao da Escola Helena Assis Suzarte

Feira de Santana

Em entrega da Escola Helena Assis, prefeitura anuncia PPP para implementar 30 novas creches  

A Escola Municipal Profª Helena Assis Suzarte, na Rocinha, soma-se às mais de 60 unidades construídas ou reconstruídas na cidade....

18/07/2024 às 13h09

image

Rádio acorda cidade