Feira de Santana

Moradores da Matinha realizam manifestação para cobrar professores, melhorias em estradas e mais transporte público

Eles também pediram solução para outros problemas que estão afetando a vida dos moradores na localidade do Candeal ll.

10/07/2024 às 09h47, Por Jaqueline Ferreira

Compartilhe essa notícia

Manifestação no Candeal, distrito de Matinha
Foto: Paulo José/Acorda Cidade

A manhã desta quarta-feira (10) começou agitada no Largo das Crianças, na localidade de Candeal ll no distrito de Matinha, em Feira de Santana. A comunidade se reuniu para reivindicar melhorias nas escolas, que faltam professores, transporte público suficiente, mas também das estradas, da insegurança e da infraestrutura no local.

Participaram da manifestação professores, gestores, pais, moradores do distrito, todos com um único objetivo: pedir solução para os problemas sociais que estão afetando a vida da comunidade. 

📲 NOTÍCIAS: siga o canal do Acorda Cidade no WhatsApp

Manifestação no Candeal, distrito de Matinha
Foto: Paulo José/Acorda Cidade

No local, moradores impediram que os ônibus saíssem até que as autoridades municipais de Feira de Santana encaminhassem um retorno plausível sobre os problemas reivindicados.

Ao Acorda Cidade, a diretora da Escola Municipal Joaquim Pereira dos Santos comentou sobre a falta de professores com carga horária de 40h para as crianças do grupo cinco e de 20h para o quarto ano.

Manifestação no Candeal, distrito de Matinha
Foto: Paulo José/Acorda Cidade

Segundo a gestora Ana Cristina, algumas reivindicações foram atendidas. O governo encaminhou dois professores, mas ainda falta para complementar a grade.

“Eu tenho feito ofício, enviado, solicitando e também toda semana estou lá. A demanda de professores no município é grande, não é só nossa escola que está com essa dificuldade, outras escolas também. A oferta de professores ainda está abaixo, mas eu acredito que com esse novo concurso que vai ser realizado agora, eu acredito que vai suprir a demanda da das escolas”, afirmou.

Ainda segundo a diretora, as aulas retornarão ainda hoje e que, a manifestação foi algo importante, inclusive, para as crianças perceberem que é preciso lutar para conquistar alguns direitos básicos como o acesso à educação. “O quilombo é resistência. Então tem que passar isso também para as crianças que estão chegando agora”.

Manifestação no Candeal, distrito de Matinha
Foto: Paulo José/Acorda Cidade

A moradora Lucimara Jesus Pereira disse que a situação é precária, sem transporte, sem saúde e educação. A insegurança também foi relatada por ela, que já foi assaltada dentro do ônibus há uns três anos.   

“A gente aqui não tem nada. Está terrível. Além de não ter transporte, não ter educação, não ter saúde, a gente ainda sofre com a violência que a gente não pode nem ficar nos pontos de ônibus esperando transporte porque assaltam a gente”, alegou.

Manifestação no Candeal, distrito de Matinha
Foto: Paulo José/Acorda Cidade

“Pisa ligeiro, pisa ligeiro, quem não aguenta com a formiga, não assanha o formigueiro”, foram frases cantadas pela população para demonstrar que a comunidade tem força para reivindicar melhorias, como explicou a moradora Lucinete Freitas.

“Estou aqui desde cinco da manhã com o povo da comunidade de Candeal ll e chamando a população porque a reivindicação é para toda a comunidade, não é só para uma minoria. Queremos uma melhor qualidade dessa estrada, o transporte coletivo precário, porque estrada ruim não tem transporte bom e também reivindicamos mais professores que está faltando no colégio. Tem séries que estão faltando professores já há tempo”, afirmou.

Manifestação no Candeal, distrito de Matinha
Foto: Paulo José/Acorda Cidade

Na área da saúde, eles também pediram mais atenção com a unidade da localidade.

“O posto de saúde está numa situação que se ligar um computador, não liga outro porque a rede, a carga não suporta. E a gente já fez, já foi a Coelba, já foi a Secretaria de Saúde e nada foi feito até hoje”, concluiu.

A gestora da Escola Municipal Joaquim Pereira dos Santos, Ana Cristina, informou ao Acorda Cidade que “todas as demandas, com o entendimento da Seduc, foram resolvidas mediante junção de algumas turmas que estavam com a quantidade de educandos abaixo da portaria de matrícula desta forma o quantitativo de professores que estavam alocados na Escola Municipal Joaquim Pereira dos Santos, supre as necessidades pedagógicas. E assegura a permanência das crianças na escola”.

Respostas:

Semob

Em resposta ao Acorda Cidade, a Secretaria de Mobilidade Urbana (Semob) informou que disponibiliza dois ônibus do tipo convencional (com maior capacidade de passageiros) para suprir a demanda de usuários nas localidades de Candeal l e ll.

Ao todo são ofertadas 14 viagens, em dias úteis, das 4h30 às 20h, e mais 11 viagens (sábados) e sete aos domingos, das 5h às 20h através de duas linhas, sendo a 99 (Candeal II via Matinha) e 51 (Candeal I e II via Maria Quitéria).

A Prefeitura de Feira vem priorizando a mobilidade urbana com a entrega de novos ônibus com ar-condicionado, revitalização de terminais de transbordo e estações BRT, além de implementar novas tecnologias, como QR Code em novos abrigos, e o aplicativo Cittamobi que permite ao passageiro acompanhar a previsão de chegada do ônibus em tempo real e ferramentas exclusivas para pessoas com deficiência.

Soma

Em nota, a Superintendência de Operações e Manutenção (Soma) informou que a comunidade recebeu patrolamento e encascalhamento em junho e que esta semana uma equipe deve retornar ao local.

A Prefeitura de Feira de Santana informa que a comunidade Candeal, no distrito da Matinha, recebeu patrolamento e encascalhamento em junho. A Superintendência de Operações e Manutenção (Soma) também agendou para esta semana uma visita da equipe para realizar os devidos reparos na estrada principal da localidade.

Secretaria de Educação

Já a Secretaria de Educação informou que todas as escolas do distrito estão funcionando normalmente com o corpo docente completo.

No distrito da Matinha são 11 escolas municipais com capacidade de atender 1.965 alunos. Entre elas, uma no Candeal II (Joaquim Pereira Dos Santos) com 243 alunos matriculados. Todas elas funcionam normalmente com o corpo docente completo.

Secretaria de Saúde

A Secretaria Municipal de Saúde (SMS) informou que já entrou em contato com Coelba para solucionar o problema na unidade da localidade.

O Acorda Cidade também solicitou retorno da empresa Neoenergia Coelba.

Com informações do repórter Paulo José do Acorda Cidade

Siga o Acorda Cidade no Google Notícias e receba os principais destaques do dia. Participe também dos nossos grupos no WhatsApp e Telegram

Compartilhe essa notícia

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

  1. Boa tarde é engraçado com os terminais eu acharia q ia ficar melhor mas ele tão servindo só de ponto de ônibus porq o certo é os terminais de bairro deixa o passageiro e ter os ônibus do BRT pra leva pra o centro da cidade ai pega os ônibus deixa tudo como está como vai ter a melhoria o tempo q o ônibus sai do bairro pra o terminal do centro gasta mas q eles botasse do bairro pra o terminal do bairro e volta pra o bairro seria bem melhor.

  2. Faz uma pesquisa de intenção de voto e vem quem será o “queridinho”, com certeza será o mesmo que colocou essa gestão DESASTROSA que está aí

  3. essa região sempre foi abandonada pela prefeitura de Feira, nas eleições Ronaldo vai ai dançar, tirar umas fotinhas e pedir votos. rsrs

    1. Nós donos de sítio e chácara pedimos socorro na área de segurança, aqui no alto do tanque toda semana uma chácara ou sítio é arrombado e roubado , é feno é televisão e capim é sela de cavalo que esses próprios ladroes da região faz esses roubos ao esse ano arrombaram meu pequeno quarto onde colocou ração de galinha e cavalo e vem roubar , maior arrependimento ter vindo comprar terreno aqui

Mais Notícias

image

Rádio acorda cidade