Feira de Santana

Feira de Santana é a décima cidade mais violenta do país, aponta Pesquisa Atlas de Violência

Outras setes cidades da Bahia também fazem parte do ranking.

19/06/2024 às 06h27, Por Maylla Nunes

Compartilhe essa notícia

Feira de Santana
Foto: Andrea Trindade/Acorda Cidade

Feira de Santana é a décima cidade do Brasil com a maior taxa de homicídios por 100 mil habitantes em 2022. A informação, divulgada pelo Atlas da Violência 2024, produzido pelo Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea) e pelo Fórum Brasileiro de Segurança Pública (FBSP), nesta terça-feira (18), aponta que o município possui uma taxa 66,0, com uma população de aproximadamente 616 mil.

Além da informação de que Feira de Santana ocupa o ranking das cidades mais violentas do país, outras setes cidades da Bahia também fazem parte do levantamento como Santo Antônio de Jesus, no Recôncavo, com a taxa de homicídios de 94,1 e Jequié, em segundo lugar, com 91,9 por 100 mil habitantes.

Ainda conforme a lista, Simões Filhos ocupa o terceiro lugar com 81,2, seguidos de Camaçari 76,6 e Juazeiro 72,3 quarta e quinta posição, respectivamente. Já a capital baiana, Salvador está na nona posição, com 66,4.

Cidades de outros estados, como o Pará, Mato Grosso e Pernambuco também estão no ranking das dez mais violentas do Brasil. Confira o ranking completo:

Tabela atlas da violência
Foto: Reprodução/ Atlas da Violência

De acordo com a Atlas da Violência 2024, praticamente todos os municípios litorâneos possuíam taxas acima de 47 homicídios estimados por 100 mil habitantes em 2022 e os números registrados naquele ano fazem parte de um contexto em que a violência se alastrava por toda a Bahia, principalmente, com a disputa de territórios por grupos de facções.

“A violência letal vem se alastrando por todo o território do estado. Pelo menos até 2022, pelo menos dez facções disputavam territórios em terra e na Baía de Todos os Santos, um espaço geográfico estratégico para a logística de transporte, fornecimento e exportação de drogas e armas. Ao seu redor, Salvador e Camaçari foram os municípios com maior número de tiroteios em 2022, segundo o Instituto Fogo Cruzado”, disse a nota.

Após a divulgação da pesquisa, a Secretaria de Segurança Pública da Bahia, enviou uma nota e enfatizou que combater a violência e reduzir as mortes é uma prioridade para o estado. Confira:

“A Secretaria da Segurança Pública ressalta que a redução das mortes violentas é uma prioridade na Bahia. Nos últimos sete anos o índice apresentou diminuição de 27%. Em 2024, de 1° de janeiro a 15 de junho, as mortes violentas tiveram redução de 11%. No ano de 2023, na comparação com 2022, os assassinatos recuaram 6%.

A SSP destaca ainda que, nos últimos 17 meses, a Polícia da Bahia apreendeu 80 fuzis, localizou 81 líderes de facções, retirou das ruas 15 toneladas de drogas, apreendeu 9 mil armas de fogo e capturou 26 mil criminosos.

Na parte de investimento, 3.200 policiais militares e civis, além de bombeiros foram contratados. De forma inédita, neste momento, quatro Cursos de Formação estão sendo realizados na PM, PC, DPT e CBM. Serão mais 2 mil novos policiais e bombeiros até o final de 2024. O Estado entregou ainda 1.500 viaturas, algumas delas semiblindadas, e novos equipamentos de proteção individual”.

Siga o Acorda Cidade no Google Notícias e receba os principais destaques do dia. Participe também dos nossos grupos no WhatsApp e Telegram

Compartilhe essa notícia

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

  1. Só uma curiosidade…. no sistema prisional tupiniquim, qual o partido que é unanimidade ? O PT ?! Ah… O fato de a Bahia ser des-governada por este partido, é mera coincidência!!! Não seja terraplanista e nem negacionista e muito menos, teórico da conspiração !!! kkkkkkkk

  2. Como acreditar em uma pesquisa dessa, feira a 10 da Bahia, vou recorrer ao STF , o título de cidade mais violenta é nosso, fraude essa pesquisa,

  3. Essa lista é o retrato da incompetência do PT na Bahia e no Nordeste. Lembrando que a segurança pública no Brasil é responsabilidade dos estados e governadores. Mais de 20 anos no poder e acabamos assim, o estado mais violento do Brasil superando até o RJ. Parabéns a todos que votaram e continuam votando nesses caras e achando que está bom assim.

  4. E não vai mudar o cenário,enquanto o PT estiver no governo . Pois eles sempre viveram do caos,porque a população desinformada ficam a mercê deles.!
    O medo faz com quê eles dominem o cidadão. Mas aí o povo bahiano é muito burro,colocar o Jerônimo com governador,iludidos com migalhas .

  5. Eu faço questão de divulgar e compartilhar aos quatro cantos do mundo estas informações. Mando pra amigos, conhecidos e pessoas que acham aqui um paraiso.
    É minha colaboração pra manter muito bem informados aos iludidos com a gestão municipal e estadual que temos e que merecemos, pois são resultados das nossas escolhas atravéz do voto.

    1. Só errou em colocar o governo municipal nesse rolo. A responsabilidade da segurança pública no Brasil é dos estados, portanto do governador.

  6. A guerra as drogas mata mais que qualquer epidemia.
    Enquanto não descriminalizar o consumo (assim como é o alcool ou cigarro, com régras rígidas) e tratarem o assunto como saúde pública, com campanhas desde sempre nas escolas, isso não terá fim.
    O dinheiro jogado fora com segurança pública ineficiente seria usado para tratamento e melhora na saúde como um todo, além do dinheiro dos impostos com a venda legal.
    As facções têm mais recusos que as secretarias de segurança pública, pois tem clientes e não falta vendas. Legaliza e se gasta em campanha de conscientização e saúde. Cirrago, como exemplo, existe hoje em dia muito menos consumidores do que em décadas passadas. Propagandas em massa informando os males do produtos que conseuiu isso, não proibição do uso.
    Enquanto isso morre polícia, bandido…

  7. Bahia com 5 cidades na lista, sendo que as 4 primeiras são da Bahia, a quase 20 anos a Bahia sendo governado por um grupo que não se preocupa em reduzir esses indicies, lembrando que segurança pública é um dever do estado

  8. Faz o J e o L. Pt é a receita certa para a criminalidade, atraso, pobreza e

    Faz o J e o L. Pt é a receita certa para o aumento da criminalidade, atraso, pobreza e o subdesenvolvimento crônico.

Mais Notícias

image

Rádio acorda cidade